Arquivo de tag Gestão

porNeimar Mariano Arruda

Fim de ano chegando, sua sorte aumentando

Chegamos ao fim de mais um ano. Mais um ano de aprendizado, lutas, expectativas, vitórias e crescimento. Todo ano é uma nova chance para buscarmos uma realização, um desenvolvimento, uma nova experiência.

Sempre que um ano se inicia temos uma lista de coisa que queremos fazer, muitas vezes não alcançamos meta desta lista, mas no fim sempre precisamos avaliar. 

Em casa Lotérica a expectativa são enormes, principalmente por conta da mega da virada. Imagine só, virar o ano com o bolso cheio. Baita realização.

Mas vamos deixar aqui 3 pontos para refletirmos nessa reta final do ano

  • Empatia. Sabe, todo ano deveríamos ter como uma das nossas principais metas desenvolver ainda mais empatia. Ajudar mais outras pessoas. Uma vez, ouvi uma certa frase que dizia o seguinte “Se você tem a chance de fazer algo bom, isto não é bondade, é obrigação”. Portanto, devemos sempre atender ao próximo dentro da nossa capacidade.
  • Evolua. O quanto você se capacitou esse ano, o quanto você agregou novas experiências. É importante, que a cada ano nós consigamos evoluir sempre,busque novos conhecimentos, veja conteúdos de qualidade. Corte coisas que te fazem mal seja para a sua saúde mental ou física. Mas precisamos evoluir sempre.
  • Viver é fundamental. Muitas vezes nós lutamos tanto  para alcançar a liberdade financeira, conquistar uma casa, carro ou quitar as dívidas e acabamos esquecendo de viver. A vida tem que ser mais do que sobreviver. Portanto, independente de qual for a sua situação, viva. Viagem para perto ou longe, gastem pouco ou muito, leia, ouça músicas, escute seus amigos e familiares. Passe tempo com a sua família, tempo de qualidade.

Que o próximo ano seja melhor

Todo fim de ano fazemos um planejamento para o ano seguinte. Torcemos sempre para que ele seja melhor que o anterior. Mas o que fazemos de diferente para que o próximo seja melhor? Muitas vezes, queremos torcer pelo próximo ano, mas esquecemos de corrigir os erros que cometemos no anterior.

Portanto, analise, tire um tempo neste fim de ano para analisar o que você fez de erros e acertos. Anote. Sério? Sim, faça anotações. Quem sabe este não seja o momento para criar um diário. Afinal, você quer que o ano seguinte seja melhor que o atual.

Esperamos que o próximo ano seja repleto de amor, paz, saúde, amigos verdadeiros e trabalho, isso mesmo, muito trabalho.

Desejamos a todos um excelente fim de ano e boas festas.

Feliz natal e um próspero ano novo!

porNeimar Mariano Arruda

Dinâmica em grupo para Casa Lotérica

Sempre que falamos em dinâmica em grupo, muitas vezes pensamos que não é viável aplicar em nosso modelo de negócio. Mas é totalmente viável e funcional para Casas Lotéricas. Antes de mais nada vamos esclarecer alguns pontos. Primeiramente, é preciso que você amigo Lotérico compreenda o que é uma Dinâmica em Grupo. Basicamente, é uma ferramenta de estudo de grupos e também uma forma de dizer processos de grupo. Entendemos como grupo um conjunto de duas ou mais pessoas. 

Quando realizamos exercícios em grupo buscamos desenvolver algumas características em conjunto. Primeiramente, isto trará entrosamento para a sua equipe Lotérica. Uma equipe unida é crucial para que as metas estabelecidas sejam concretizadas. Outro ponto, é que você poderá desenvolver dentro da sua equipe características que auxiliem nas vendas. Proatividade, gentileza e cordialidade por exemplo.


Dinâmicas em grupo em Lotéricas possuem objetivo

Como dissemos antes dinâmicas em grupo servem para melhorar o entrosamento da equipe. Além disso, você conseguirá desenvolver autenticidade em seus funcionários, permitindo que eles se expressem. Você possibilitará isso promovendo confrontos, onde os seus funcionários poderão lidar com situações diárias que acontecem em Casas Lotéricas.

Por exemplo, dentro de uma dinâmica em grupo, você poderá simular um cliente irritado com a longa demora da fila. Como o seu atendente se portará diante da rispidez dele? Tudo isso são situações que quando simuladas, evitam que o seu funcionário perca o controle da situação. Outro exemplo muito comum em casas Lotéricas, quando o sistema caí em horários de pico. Os seus funcionários precisam possuir um jogo de cintura, para controlar a irritabilidade crescente nos clientes.

Além disso, você poderá utilizar a dinâmica em grupo para fazer simulações de precauções. Por exemplo, simular com seus funcionários um assalto a sua casa Lotérica. Como eles devem agir? Ao realizar essa simulação você estará preparando os seus funcionários. 


A sua casa Lotérica poderá vender mais

Um outro motivo crucial para realizar dinâmicas em grupo é para aumentar as vendas. Calma, vamos explicar com calma.  A ideia de criar um dinâmica é justamente para que seus funcionários criem um relacionamento. Ou seja, é totalmente possível que eles compartilhem as técnicas que utilizam para alcançar êxito nas vendas. Portanto, é ideal desenvolver treinamento em conjunto para os seus funcionários. Além disso, você poderá corrigir erros primários ao longo dos treinamentos. Mas que quando observados com calma, são muitos comuns.

Corrigir os erros primários são uma forma de otimizar o seu time de vendas.

Mas não para por aí, ao realizar uma dinâmica em grupo você poderá se prevenir otimizar alguns processos dentro da sua casa Lotérica. Por exemplo, ao contratar um funcionário novo. Realizar dinâmicas em grupo é aplicar um filtro que determinará o melhor perfil para atuar em sua casa Lotérica.

Além disso, você poderá aplicar dinâmicas em grupo no momento de selecionar o seu gerente. Claro, que este não é o único fator a ser levado em conta, mas o desempenho pode ser um fator a ser levado em conta.


Portanto, realize as dinâmicas em grupo na sua casa Lotérica

Reconhecemos que casas Lotéricas geralmente não possuem um efetivo de funcionários muito elevado, geralmente contam com 4 ou 5 funcionários. Desta forma, entendemos que nem sempre será possível realizar dinâmicas, mas você conseguirá encontrar dinâmicas que atendem as suas necessidades facilmente na internet. Além disso, recomendamos que você veja quais são as suas principais demandas, encontre um vídeo no youtube, por exemplo no canal da Dourasoft, e assista com a sua equipe. Posteriormente vocês podem levantar prós e contras, e com certeza ideias e sugestões de melhoria virão à tona.

Recomendamos que dinâmicas em grupo sejam aplicadas em sua casa Lotérica. Ao elaborar as dinâmicas você poderá resolver erros comuns que prejudicam as suas vendas. Além de poder aumentar as performance dos seus funcionários. Por outro lado, isto também ajudará em momentos como simulações para evitar fraudes, golpes e roubos. O intuito das dinâmicas em grupo neste caso, é preparar a sua equipe para possíveis dificuldades.

Por fim, você poderá utilizar das dinâmicas na hora de fazer contratações e escolher o seu gerente. O objetivo é conseguir extrair mais características da sua equipe, além de destravar novas habilidade. Além claro de desenvolver entrosamento e familiaridade entre os seus funcionários.

Leia este e outros artigos acessando o nosso blog!

porNeimar Mariano Arruda

Como vender mais em sua casa Lotérica

Provavelmente esta é uma das perguntas mais recorrentes no meio Lotérico. Pensando nisso preparamos este artigo com 3 dicas rápidas, que vão ajudar você a melhorar as vendas na sua Casa Lotérica. Portanto, esperamos que você consiga aumentar o seu faturamento. Mas é necessário que haja um planejamento antes de mais nada.


Trace metas para vender mais em sua Casa Lotérica

É muito importante traçar metas reais para sua Casa Lotérica. Primeiramente, puxe em seu Sistema de Gestão Lotérico, como estão os seus números. Avalie as suas entradas e saídas. Após isso, você conseguirá ter uma noção real de como está a sua Casa Lotérica. Veja, também, como estão as suas vendas de bolões, suas autenticações.

Comece com metas diárias. Vender um nº “x” de bolões a mais por dia, aumentar as vendas por semana em tantos %. São metas simples que farão você alcançar resultados melhores. É importante particionar as suas metas por dois motivos: Torná-las visíveis e mais fáceis de delegá-las.

 Em segundo lugar, reúna a sua equipe. É fundamental alinhar com os seus funcionários as metas das empresas. Costumamos dizer que todo funcionário precisa ser empreendedor, principalmente em espírito. Quando os funcionários da sua Lotérica vestirem de fato a camisa da empresa, alcançar os objetivos ficará mais fácil.

Além disso, é preciso alinhar as suas metas de vendas com outras estratégias.


Crie presença nas mídias sociais

Entenda, estamos em 2020, mais de um bilhão de pessoas estão presentes nas redes sociais. A sua Casa Lotérica também precisa estar. Portanto, desenhe estratégias que incluam as redes sociais. Recomendamos que você extraia ao máximo duas delas.

  • Facebook: Existem vários grupos de Lotéricos no Facebook. Recomendamos que faça parte deles e interaja. Além disso, é crucial que você crie uma página da sua Casa Lotérica. A utilize para divulgar as novidades do seu estabelecimento como Sorteios, Resultados, Horários de funcionamento e afins.  É importante convidar os seus amigos e familiares a seguirem e compartilharem a sua página. Além claro de pedir aos seus funcionários para auxiliarem. Por sinal, é bacana delegar para um funcionário essas funções, ou se for o caso contrate uma empresa especialista em social media.
  • Instagram: Outra rede social muito utilizada é o Instagram. É importante estar presente nesta mídia social também, principalmente porque muitos dos seus clientes estão presentes. Uma sugestão é que você tire fotos diferentes dos seus TFLs. Outra dica especial é faça fotos dos bolões à venda, utilize de ângulos diferentes. Faça valer da criatividade para destacar a sua Casa Lotérica.

Vender mais implica em funcionários mais produtivos

Por mais que muitas vezes este conceito seja negligenciado, precisamos salientar que para que a sua Casa Lotérica tenha mais resultados, é necessário investir em estratégias para extrair o máximo dos seus funcionários. Uma estratégia válida é bonificar os seus funcionários de acordo com o resultado. Por exemplo, se a pessoa vendeu “x” procure olhar a meta dela e ampliar em 2% ou mais, desta forma você terá um crescimento constante. Bateu, além do seu salário e benefícios, será bonificada com % a mais em seu salário. A bonificação tem o objetivo de motivar e acirrar os seus funcionários.

Aplique as orientações na sua Casa Lotérica

Por fim, recomendamos que você aplique todas as dicas em sua Casa Lotérica. É válido salientar que as bonificações não são uma forma de exaltar um funcionário e desmerecer o outro. Muito pelo contrário, é para que ambos se motivem a serem melhores.  Além disso, trace metas realistas. Muitos empresários lotéricos quando traçam novas metas, buscam metas absurdas ou inalcançáveis. Isso trará dois sentimentos: insatisfação e frustração. Portanto, seja realista ao traçar as suas metas. Quanto às mídias sociais, recomendamos delegar a um funcionário ou terceirizar!

 

Esperamos que você consiga aumentar as vendas da sua Casa Lotéricas com estas dicas simples.

 

Leia este e outros artigos acessando o nosso blog!

porNeimar Mariano Arruda

Como contratar funcionários para a sua casa Lotérica

Uma pergunta muito comum no meio Lotérico, é como escolher o funcionário ideal: O ambiente lotérico nem sempre é fácil. Envolve pressão. Correria. Atendimento. Equipe. Além de vários outros fatores que influenciam e determinam o sucesso de uma casa Lotérica. Portanto, escolher um funcionário demanda tempo, recurso e paciência. Primeiro, porque é preciso validar o que realmente necessitamos em nossa casa Lotérica.


Qual é o nosso perfil, como líder ou gestor.


Antes de contratarmos um funcionário precisamos validar alguns pontos. Quais são as necessidades da minha casa Lotérica. Qual o perfil de funcionário mais se adapta ao meu modelo de gestão e também, o que poderá produzir mais. Primeiro, eu preciso entender o que a minha Lotérica necessita hoje. Estou em busca de um perfil hunter, que conseguirá aumentar as minhas vendas de bolões.

Talvez eu esteja em busca de alguém que aumente a satisfação dos meus clientes com seu atendimento. Posso unir os dois: Claro. Principalmente, porque o ambiente lotérico não é igual a outros modelos de comércio.

É preciso estar preparado para lidar com clientes irados, ignorantes, chateados, mas também com clientes compreensíveis, simpáticos. Outro ponto é que existem fatores que não podemos controlar como: Um dia de pico e uma queda geral de energia ou o sistema ficar inoperante. Tudo isso precisa estar alinhado a sua expectativa e mais, a sua necessidade.


Mais como encontrar o funcionário ideal


Antes de tudo, crie um processo de contratação ou delegue para o seu gerente – afinal entendemos que ele é uma pessoa de muita confiança para você;

1) Defina os requisitos – Este é um erro muito comum, muitos Lotéricos ou gerentes de Lotéricas precisam contratar, mas não sabem ao certo qual a sua necessidade real.

2) Divulgue a vaga para os seus funcionários. Muitas vezes eles podem conhecer alguém com a experiência desejada. Isto poupará tempo e recurso.

3) Selecione os currículos – Isto é uma etapa crucial, mas não definitiva, não se atenha a apenas um currículo, o ideal é selecionar entre 3 e 5 currículos e convidar para uma entrevista.

4) Entrevista – Separe perguntas que julgue necessárias, e faça-as. Se for o caso realize simulações de dia a dia na sua casa Lotérica, para ver como o entrevistado se porta. Uma etapa um pouco negligenciada, mas que se feita corretamente aumentará e muito a sua taxa de sucesso.


5) Período de treinamento – Elabore um período de treinamento para o possível funcionário, se preciso contrate alguma empresa com experiência na área. Isto, ajudará e muito em uma adaptação mais rápida do seu funcionário. Lembre-se você não está investindo nele, mas em seu negócio.  A sua casa Lotérica precisa de funcionários capacitados.


Contratar é preparar para ganhar

Quando você contrata um funcionário, automaticamente você está aumentando as chances de lucro do seu negócio. Quando um funcionário capacitado é encaixado na sua casa Lotérica, ele influenciará na satisfação dos seus clientes, no aumento das vendas de bolões e também claro, poderá auxiliar em situações de crise como: Falta de energia ou um sistema travado.

Nós precisamos montar um time para a nossa casa Lotérica que vista a camisa, que entenda que só o salário não basta, recomendamos inclusive que leia o artigo sobre bonificações.

Por fim, recomendamos que antes de qualquer contratação leia e se informe sobre o que outros Lotéricos estão fazendo. Além disso, invista tempo e recurso para evitar futuras dores de cabeça com funcionários. Contrate alguém que vestirá a camisa da sua casa Lotérica e buscará por resultados. Evite, funcionários preguiçosos, que se contentam com o salário apenas. Procure por aqueles funcionários que sempre procuram bater as metas, porque sabem que isso ajudará a eles.

Leia este e outros artigos acessando o nosso blog!

porNeimar Mariano Arruda

Você sabe quando uma lotérica é lucrativa?

Como saber o momento em que a lotérica atingiu ou atingirá o ponto de equilíbrio no mês?

Pela nossa experiência acumulada, é comum que a gente se depare com lotéricos que têm dúvidas quanto à rentabilidade de suas lotéricas. Não é por menos que muitos afirmam que “dá para sobreviver” com os seus negócios, embora não se possa afirmar que estão “muito bem de vida”.

Este não é um problema restrito a este grupo de empresários, mas um desafio nacional. Muitos não sabem responder a perguntas simples sobre a saúde financeira de suas empresas, como:

  1. Qual é o fluxo de caixa da empresa?
  2. Qual foi o faturamento mensal?
  3. Quais são os custos fixos e variáveis?
  4. Qual é o ROI (retorno do investimento)?

Algumas práticas recorrentes…

Muitos lotéricos estão sempre muito ocupados com as rotinas operacionais de suas empresas, resolvendo problemas, preocupando-se com o atendimento, com o estoque, tendo que solucionar problemas diários que vão desde a falta de um funcionário até a pane em uma das impressoras dos caixas.

Este dia a dia agitado e de muita correria termina distanciando este empresário das informações que ele precisa para poder analisar a performance do seu negócio. Este é um dos motivos que explicam o não conhecimento adequado sobre a rentabilidade da lotérica.

Todo empresário deseja ver a sua empresa crescendo e prosperando, com uma lucratividade cada vez mais robusta e sólida. Entretanto, a realidade de muitos é a velha rotina de enxugar gelo, misturada àquela sensação de que muito esforço é necessário apenas para se manter no mesmo lugar em que sempre esteve, sem grandes avanços.

Outra prática muito comum é a velha confusão patrimonial em que o lotérico confunde o seu patrimônio pessoal com o patrimônio da lotérica e acaba misturando tudo. Contas da família são pagas nas contas da empresa, dinheiro do caixa é retirado para sanar eventuais necessidades pessoais, o carro da família está em nome da empresa, esposa e filhos têm acesso ao dinheiro da sociedade, realizando saques na “boca do caixa” sem qualquer controle…

Quantas destas situações você consegue visualizar na vida de um legítimo empresário brasileiro? Quantas delas são típicas de uma empresa familiar?

E o que precisa ser feito?

Se o grande objetivo é o progresso da empresa, através de um processo de gestão mais eficaz, algumas boas dicas são:

Dica 01 – Separe o patrimônio e as contas pessoais do patrimônio e das contas da empresa. Uma excelente sugestão é estabelecer o valor de retirada mensal e obedecer o que foi determinado rigorosamente, proibindo retiradas ou saques seja por quem for.

Dica 02 – Descentralize algumas atividades. O lotérico não pode sustentar a postura de super-herói. Ele precisa descentralizar algumas tarefas para outros colaboradores. A justificativa é simples: ele precisa de mais tempo para analisar a situação financeira, tomar decisões importantes, e definir as diretrizes estratégicas da sua empresa.

Dica 03 – Aprimore os controles. Para saber qual é a realidade da sua lotérica, é preciso elevar a qualidade e a eficiência dos controles financeiros existentes. Precisamos substituir a intuição pela técnica. Uma excelente sugestão é a implementação de sistemas de gestão customizados, como é o caso do AGIL.

 

E quando uma lotérica é lucrativa?

Depois da implementação de grande parte das sugestões acima, propiciando maior controle e transparência por parte do lotérico, fica bem mais fácil responder à pergunta sobre a lucratividade da lotérica, já que os dados financeiros poderão ser encontrados no sistema.

Além da velha fórmula que subtrai os custos das receitas para encontrar o lucro do mês, o empresário não pode deixar de considerar a importância do capital de giro.

Neste ponto, devemos lembrar que a retirada de grandes somas de dinheiro, que pareciam ser o resultado ou o lucro da lotérica, pode colocar a empresa em apuros e com dificuldades de pagar os seus custos mais singelos, justamente por conta da má gestão do capital de giro.

Tudo isto nos permite afirmar, em conclusão, que uma lotérica é lucrativa quando alcança o seu ponto de equilíbrio financeiro, no qual os controles revelam a sua realidade, de modo que as receitas superam as despesas, além de haver capital de giro suficiente para que a mesma se mantenha segura para honrar os compromissos do mês seguinte, sem maiores dificuldades.

 

Quer melhorar a gestão da sua lotérica?
Conheça o único sistema de Gestão Blindado. O AGIL

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda
Consultor Lotérico e Fundador da DouraSoft,
(67) 9.9698-3422

porNeimar Mariano Arruda

Dê um basta na burocracia, exija resultados!

Gestão de Resultados

A ciência da administração focada nos resultados, tornou a gestão mais acessível, dinâmica e eficaz.

A experiência tem mostrado que muitas Casas Lotéricas ainda não se beneficiaram da presença de um controle mínimo, capaz de gerar segurança e uma gestão eficiente para as suas rotinas.

Muitas vezes, empresas menores sofrem de problemas relacionados à centralização de grande parte das atividades em uma única pessoa, que termina ficando sempre muito atarefada e sem tempo para se preocupar com questões estratégicas, que efetivamente determinam o sucesso e os resultados do negócio.

Esta é a realidade de muitos lotéricos que até se predispõem e têm interesse em aprimorar a gestão de suas empresas, mas que não conseguem ir adiante nestas atividades e desenvolver um rito mínimo que se apresente como um controle efetivo.

Não é incomum encontrar colegas que ainda se utilizam dos cadernos para controle do fluxo de caixa, conferência e fechamento, sem qualquer registro de estoque, análise de produtos mais rentáveis/vendidos e de itens “encalhados”.

Muitos ainda se baseiam exclusivamente na relação de confiança que têm com os seus colaboradores, ou mesmo, controlam as suas vendas com técnicas rudimentares de conversão de produtos em dinheiro, baseando-se unicamente no bom senso e no conhecimento que detêm sobre o negócio.

Outra situação bastante usual neste ramo, é a conhecida “administração por espasmos”, em que o lotérico tenta implementar sozinho alguma rotina administrativa para a melhoria da sua empresa como um todo. Por estar sozinho nesta empreitada, estas iniciativas terminam tendo um curto prazo de tempo, restando abandonadas depois de alguns dias.

O efeito colateral inegável é a frustração do lotérico e de todas as pessoas envolvidas.

O que temos para hoje?

Todas estas constatações narradas acima são, em verdade, fruto de uma gestão que se baseia em premissas que deram certo no passado, mas que se encontram desconexas da realidade presente.

Não há nada que justifique a insistência no uso de processos de controle inseguros e intuitivos, quando se tem à disposição um verdadeiro arsenal de opções capazes de auxiliar os lotéricos em suas rotinas, otimizando-as a favor da eficiência.

Esta cultura de apego ao passado contraria às regras mínimas de estratégia empresarial, haja vista que não há nenhuma garantia de que o que deu certo no passado continuará dando certo no futuro, ou mesmo, no presente. E acredite, o custo benefício é excelente e totalmente viável.

Além disso, ainda que se admita que os atuais processos, embora ultrapassados, sejam úteis, não se pode negar que uma melhoria em prol da segurança e de maiores resultados não deve ser descartada sem uma análise mais detida ou, ao menos, um esforço para testar a sua viabilidade prática.

Nos dias de hoje, contamos com sistemas de gestão capazes de controlar todos os elementos e indicadores de uma lotérica, desde o mais singelo item no estoque, até os indicadores financeiros mais sofisticados.

Embora exista um processo de implementação que exija certo esforço inicial para a adequação das rotinas operacionais ao software, seus benefícios e vantagens compensam qualquer tipo de custo neste sentido.

Vantagens

  • Mais produtividade e agilidade no atendimento ao cliente;
  • Controle de estoque por cada um dos produtos vendidos;
  • Cadastro de clientes, com registro de informações pessoais e preferências de jogo e produtos mais comprados;
  • Comportamento das vendas, do faturamento e dos custos;
  • Controle de fluxo de caixa em tempo real, permitindo que o gestor saiba o que está acontecendo neste exato momento;
  • Registro de contas a pagar e contas a receber, com aviso prévio de vencimento.
  • Centralização de todos os dados da gestão da Lotérica em um único lugar: o seu computador.

Consequentemente com toda esta automatização, o lotérico poderá se beneficiar de mais tempo para se dedicar a assuntos mais estratégicos e avanços para o seu negócio, abandonando a velha rotina que o impedia de olhar para frente.

Se você deseja saber mais sobre o que a ciência da administração focada no resultado preparou para você, clique aqui e descubra um pouco mais sobre o AGIL.

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

 

porSINLOPAR

Cadastros e personalização de produtos e serviços para sua lotérica

A casa lotérica que faz o cadastro de seus clientes e personaliza seus produtos e serviços tem muito mais chance de aumentar a clientela e melhorar a qualidade de atendimento no estabelecimento, principalmente quando se trata de sorteios especiais.

O cadastro de clientes permite que os operadores de caixa saibam quais são os produtos preferidos por cada cliente e qual o perfil do cliente, podendo, desta maneira, oferecer o que ele realmente em interesse em comprar.

O sistema AGIL e o cadastro de clientes

O uso de um sistema informatizado permite que o lotérico possa fazer o cadastro de todos os seus clientes fixos, administrando com mais competência sua empresa e oferecem melhor atendimento.

O cadastro de clientes pode ser feito no sistema AGIL, um programa da DouraSoft, que é o sistema de gestão para melhorar a eficiência das casas lotéricas e, em consequência, aumentar o número de vendas, gerando maior fluxo de caixa e proporcionando maior lucratividade.

O sistema AGIL é um programa que reúne, numa única plataforma, todas as funções necessárias para o bom funcionamento da gestão financeira da casa lotérica, apresentando uma interface amigável, com as ferramentas que podem ser aplicadas pelos próprios operadores de caixa.

Entre as ferramentas do sistema AGIL encontramos o cadastro, onde o lotérico poderá cadastrar seus clientes, seus produtos e serviços, além do plano de contas da lotérica, para organizar todos os lançamentos de receitas e de despesas, permitindo maior rapidez em todas as operações realizadas na casa lotérica.

Cadastro AGIL: como usar

O cadastro no sistema AGIL permite fazer o cadastramento de clientes e fornecedores, de parceiros e contatos, de produtos e serviços, fazendo a distinção entre todos eles, de acordo com a categoria em que se fizer o cadastro.

O cadastro de clientes é destinado ao registro no sistema das pessoas que são clientes fixos, inclusive daqueles que podem comprar a prazo na lotérica, se o empresário oferece essa modalidade.

Dentro da categoria de pessoas e empresas, o sistema AGIL também permite cadastrar todos os funcionários, operadores de caixa ou funcionários administrativos, com suas funções e atividades.

O lotérico também terá condições de cadastrar os fornecedores, parceiros e contatos, categorizando-os de acordo com a necessidade da empresa, como, por exemplo:

  • Vendedores que fornecem produtos para empresa, como tele sena e outros produtos permitidos pela Caixa Econômica;
  • Parceiros individuais ou empresariais que se associam à casa lotérica para desenvolvimento de projetos comuns, como os que prestam serviço concomitantemente à Caixa Econômica e às casas lotéricas;
  • Cadastro de contatos do lotérico para outras necessidades, como manutenção ou prestação de serviços.

O sistema AGIL ainda permite fazer a personalização de serviços e produtos da casa lotérica, mantendo o controle de estoque e permitindo sua integração com outros cadastros, como no caso de produtos preferenciais de um cliente.

O cadastro do sistema AGIL vai permitir à casa lotérica oferecer um atendimento mais personalizado, oferecendo um tratamento diferenciado aos clientes, conhecendo seus interesses e preferências e tornando-o um cliente fiel da lotérica.

Com o cadastro é possível registrar números da sorte de um cliente, os produtos e serviços que ele comprou e seu telefone ou e-mail de contato para oferecer produtos especiais pela internet ou telefone.

A personalização de produtos e serviços e o cadastro de clientes no sistema AGIL vai permitir maior agilidade no atendimento, reunindo todas as informações de maneira integrada, possibilitando ao empresário lotérico mais tempo para que possa se dedicar ao que é mais importante na sua empresa: a excelência em prestação de serviços e o melhor atendimento.

 

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422

 

porSINLOPAR

Como automatizar as operações chave da sua lotérica

As operações chave de uma casa lotérica são as vendas de produtos e o recebimento de contas, depósitos e saques de clientes que possuem contas na Caixa Econômica. Todas essas operações fazem, em conjunto, a movimentação financeira que permite à casa lotérica ter sua lucratividade, e portanto, devem ser automatizadas, dentro de um sistema de gestão informatizado para tudo esteja de acordo no fechamento do caixa.

O lotérico tem sob sua responsabilidade valores que pertencem a terceiros, e desta forma, é sua principal obrigação prestar conta dos valores para a Caixa Econômica Federal no final de cada dia.

Para facilitar o fechamento do caixa e permitir que não haja qualquer tipo de erro nos lançamentos, o lotérico pode contar com o melhor sistema de gestão financeira do mercado, o sistema AGIL, desenvolvido pela DouraSoft, empresa especializada no ramo de casas lotéricas.

Com o sistema AGIL, a casa lotérica terá todos os benefícios de uma contabilidade perfeita, sem erros, dentro das necessidades legais e fiscais, com relatórios integrados que permitem o melhor controle de operações chave e direcionamento para a empresa.

A necessidade de automatizar as operações chave da casa lotérica

O controle das operações chave de uma casa lotérica é visto como uma atividade complexa, bastante especializada, que consome recursos e pessoas, quando não é feita de forma informatizada.

No entanto, o uso e a aplicação da tecnologia de informação, tornando os controles automatizados, reduzem os custos e oferecem as informações de forma correta, podendo gerenciar a empresa com muito mais facilidade.

Com o suporte do sistema AGIL, a classificação dos documentos passa a ser feita pelo próprio operador de caixa, com um custo muito mais baixo para o lotérico, reduzindo significativamente os custos da empresa, utilizando as ferramentas do sistema sem necessidade de uma pessoa especialmente preparada para o trabalho.

Todos os lançamentos no sistema AGIL são guiados pelo próprio programa, minimizando erros de classificação contábil e simplificando tarefas que ficam definidas na própria aplicação pelo sistema.

O programa AGIL ainda oferece a integração em tempo real da informação de cada caixa TFL, permitindo ao lotérico acompanhar o que está acontecendo em cada um dos caixas, além de integrar as compras, a cobrança, os pagamentos, o registro de ponto dos funcionários e o cadastro de todos os dados necessários, como fornecedores, clientes, contatos, parceiros e os próprios funcionários.

Ao pensar na gestão financeira da casa lotérica, o programa AGIL vai permitir ao empresário lotérico ter acesso a todas as informações sobre a situação financeira de sua empresa, conseguindo, a qualquer momento, fazer a apuração de custos e de resultados, segmentando as áreas e os caixas TFL.

O sistema AGIL é uma ferramenta de suporte à decisão, à simulação de investimentos e ao planejamento estratégico da empresa, permitindo saber quais são os investimentos que podem ou não oferecer resultados positivos.

Para a casa lotérica, a tecnologia do sistema AGIL permite a automatização de todas as tarefas rotineiras, inclusive com a apuração dos resultados de comissões pelas vendas e o levantamento dos valores referentes a impostos e contribuições que devem ser recolhidos.

O lotérico, com a redução de custos obtida pelo sistema AGIL, automatiza todos os controles operacionais da casa lotérica, monitora todas as despesas e contas que devem ser pagas e faz a gestão de sua empresa de uma forma muito mais simplificada, obtendo de forma automática os relatórios gerenciais essenciais para direcionar sua empresa, conseguindo o tempo necessário para orientar os funcionários e encontrar meios de aumentar o número de clientes.

O sistema AGIL permite um ótimo controle de operações chave é o melhor dos parceiros para o empresário lotérico com visão de futuro, que pretende ampliar seus negócios e se posicionar melhor frente à concorrência.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422

porSINLOPAR

Como controlar a entrada e a saída de dinheiro?

Todos os valores de entrada e saída de uma casa lotérica devem ser lançados de forma correta para que o fechamento do caixa não apresente qualquer diferença. O sistema AGIL, da DouraSoft, é um programa de gestão financeira que permite ao empresário ter todas as informações lançadas e indexadas de forma automatizada, apresentando, ao final do expediente, o relatório de cada caixa TFL separadamente, além de reunir num mesmo relatório todas as movimentações de todos os caixas.

Para manter o controle das movimentações, desde a abertura do caixa, é necessário lançar todas as compras feitas pelos caixas TFL feitas com o dinheiro do próprio caixa. Ao fazer o lançamento os valores são lançados como sangria do caixa, evitando que haja diferença no final do dia.

Da mesma forma, as transferências de produtos entre os operadores de caixa e entre a retaguarda, que é um procedimento comum no dia a dia da lotérica, é lançada entrada e saída, como saída através do operador que cedeu o produto e como entrada por aquele que recebeu o produto.

Essas movimentações são feitas através de uma ferramenta de transferência, que registra nos dois caixas a movimentação, sendo feitas apenas através dos produtos que estavam em estoque com os operadores.

As vendas também são controladas pelo sistema AGIL, que faz o controle automático de todos os itens cadastrados como produto, loteria ou serviço. O procedimento serve também no caso de a lotérica vender qualquer outro tipo de produto, lançando as vendas à vista e a prazo e fornecendo maior controle de cobrança de clientes que possuem débito com a lotérica.

Operações para controlar entrada e saída facilitadas pelo sistema AGIL

O controle de retiradas e reforços do caixa são controlados de forma automática pelo sistema AGIL, bastando que o operador faça o lançamento através da ferramenta apropriada.

É preciso atenção para que os procedimentos sejam feitos adequadamente pelo operador, uma vez que basta inserir os dados para que as informações sejam distribuídas de forma correta.

Um sistema só pode funcionar corretamente quando o operador sabe operar as ferramentas, utilizando-as para fazer o lançamento. O sistema AGIL oferece todas as funcionalidades para o controle, inclusive de compras e vendas, mesmo que a quitação não seja feita no momento. Assim, contas a pagar e contas a receber, quando lançadas no sistema, vão compor um relatório específico, onde o lotérico poderá visualizar os valores que a casa lotérica possui tanto a receber quanto a pagar, podendo fazer o seu plano orçamentário e o fluxo de caixa.Todas as operações de vendas e compras em que a quitação será feita posterior ao ato de negociação o sistema gera um controle.

Através do sistema AGIL é possível controlar todos os tipos e categorias de despesas da casa lotérica, fornecendo o controle de todos os valores, gerando relatório detalhados por data, fornecedor e períodos, entre outros.

Assim como as despesas, também as contas a receber são lançadas para cada cliente que possui débito com a empresa, permitindo o seu lançamento manualmente, informando através dos relatórios todas as contas já vencidas e o total que a casa lotérica tem a receber de clientes.

Ao final de todos os lançamentos do dia, em cada caixa TFL, o fechamento do caixa irá mostrar o resultado de toda a movimentação, gerando o relatório automaticamente, junto com os gráficos, o que vai permitir que o lotérico tenha total controle sobre o movimento financeiro de sua empresa.

O sistema de gestão AGIL é a melhor ferramenta para que o empresário lotérico tenha disponibilidade para controlar a entrada e saída de dinheiro, gerenciar sua empresa de forma adequada, sem falhas e sem prejuízos.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422

porSINLOPAR

Como controlar as comissões que a CEF oferece às lotéricas?

A lucratividade de uma casa lotérica é proveniente das comissões que a Caixa Econômica repassa sobre a venda de loterias e outros produtos, o que vai exigir do empresário lotérico um controle total sobre os valores vendidos para conferir o quanto de lucro sua empresa está conseguindo.

Durante muitos anos, as casas lotéricas sempre se voltaram apenas para o serviço de apostas nas loterias, como os jogos da mega sena, da sena, da lotofácil e dos bilhetes da loteria federal, entre outros.

No entanto, nos últimos tempos, as casas lotéricas também se transformaram em correspondentes bancários da Caixa Econômica e, com isso, passaram a oferecer mais serviços, recebendo boletos bancários, permitindo aos clientes fazer saques e depósitos, abrindo contas, enfim, praticamente todos os serviços que são feitos na Caixa, também podem ser feitos na casa lotérica.

As lotéricas se transformam e exigem maior controle de comissões

As lotéricas estão passando por mais uma transformação: agora podem fazer os serviços de Negocial da Caixa, um tipo de serviço que envolve abertura de contas, empréstimos pessoais e financiamentos habitacionais, entre outros. Esses serviços representam o futuro das casas lotéricas, mostrando-se como uma excelente oportunidade para aumentar o faturamento.

Diante dessa profusão de produtos e serviços, o empresário lotérico precisa ter o controle fiel de todas as comissões pagas, necessitando cada uma de suas variações ser lançada em conta diferenciada para que se saiba o que está sendo mais lucrativo ou não.

É preciso fazer a diferenciação entre as comissões, as tarifações e o lucro, uma vez que, não percebendo a diferença, o lotérico poderá ter problemas, não mantendo o domínio sobre suas contas e contribuindo para que a lotérica não alcance índices maiores de produtividade, que é o objetivo principal da empresa.

No caso de comissões, elas são representadas por todos os valores recebidos pela casa lotérica através da movimentação do coeficiente financeiro dos jogos vendidos. O lotérico recebe a comissão em relação a todas as demais lotéricas do Brasil, e esse valor é em relação ao valor movimentado num determinado período de tempo.

O percentual é aplicado sobre o valor final de arrecadação e, nesse caso, não importa a quantidade de jogos vendidos por uma casa lotérica, e sim todo o coeficiente vendido por esses jogos em todas as loterias.

Diferente das comissões, as tarifações não possuem uma porcentagem estipulada previamente sobre o total de arrecadação. O coeficiente financeiro das tarifações é tratado pela quantidade movimentada das operações, como o recebimento de contas, o pagamento de benefícios, os saques, depósitos e demais operações, sendo um valor individual e direto.

Todo o movimento proveniente das tarifações e das comissões é que irão representar o valor do faturamento da casa lotérica e o seu lucro é representado pela diferença entre o produto adquirido e pelo valor que o mesmo foi vendido. Na casa lotérica, isso é dado pelo valor total da receita menos todas as despesas.

Controlando as comissões pelo sistema AGIL

Como se pode verificar é um processo difícil de ser controlado, se for feito de forma manual. O lotérico, portanto, precisa contar com o apoio de um sistema de gestão financeira informatizado, o programa AGIL, da DouraSoft, oferece a praticidade de lançar no sistema todos os procedimentos da Caixa Econômica Federal separados por suas contas, organizados de acordo com o tipo de recebimento. Todos estes dados são gerados a partir do simples fechamento de caixa no final do dia, que pode ser feito pelas operadoras de caixa, e auditado pela gerencia da lotérica.

O sistema possibilita controlar as comissões que a Caixa Econômica paga através da ferramenta Negocial, onde o empresário lotérico poderá simplesmente conferir os valores recebidos, gerando os relatórios necessários para acompanhar a lucratividade de sua empresa de modo simples e prático.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422