Em busca do cliente perdido – como conquistar mais clientes para sua lotérica?

porSINLOPAR

Em busca do cliente perdido – como conquistar mais clientes para sua lotérica?

O fato que torna uma casa lotérica preferida a qualquer outra pelos clientes pode depender de fatores diversos, como a localização, a organização do local, a crença na sorte, entre outros, mas, principalmente está no bom atendimento.

É comum que uma casa lotérica possa perder um ou dois clientes, mas quando o empresário percebe que alguns já conhecidos não estão voltando, é hora de começar a trabalhar para que eles retornem.

Unindo os diversos fatores que podem fazer sua lotérica perder clientes, pode-se observar que chegamos a um ponto comum: sua lotérica não está tratando seu cliente com descaso. Assim, é hora de ir em busca do cliente perdido.

Para a lotérica, é importante nunca de esquecer do cliente, tendo sempre em vista que eles são o principal motivo de existência da casa lotérica. Veja, a seguir, algumas dicas sobre como ir em busca do cliente perdido:

1.     Procure entender os motivos de ter perdido um cliente

Descaso, falta de atenção, mau atendimento são fatores que fazem um cliente trocar uma casa lotérica por outra. Mesmo porque, nesse ramo de atividade não existem fatores como melhores preços ou qualidade no produto.

Analise com atenção onde está o fator que fez o seu cliente ir embora e aprenda com o erro, garantindo que o fato não se repita. Se não solucionar o problema, as pessoas continuarão buscando outras casas lotéricas, deixando a sua para trás.

2.     Descubra os clientes que não retornaram

Para a casa lotérica não existe cliente que não seja rentável. Todo e qualquer cliente é importante, já que é da prestação de serviços que sua empresa sobrevive. Procure descobrir os clientes que não retornaram e dê mais atenção a eles. Se você é proprietário de uma lotérica num determinado bairro, fica mais fácil saber quem são.

Mostre sua empresa como a melhor de todas, ofereça meios para garantir que ele terá bom atendimento e que sua empresa é um estabelecimento que se importa com a comodidade, com a rapidez e com o melhor atendimento entre as lotéricas.

Sua forma de organizar a empresa e a comodidade oferecida são atrativos para que os clientes não a troquem por nenhuma outra.

3.     Controle a forma como seus operadores trabalham

O cliente da lotérica pode ser conhecido pelas vezes com que aparece no estabelecimento. Muitos jogam duas vezes por semana e aparecem esporadicamente para pagar uma conta. Outros jogam pela semana toda, retornando ao menos uma vez em cada período.

Se você mantém contato direto com os clientes, poderá perceber a falta de um ou de outro. E, se acompanhar a forma como são atendidos, terá condições de promover o treinamento de seus operadores de caixa para serem mais rápidos e eficientes, ao mesmo tempo em que prestam o melhor atendimento.

4.     Faça do cliente um parceiro de sua lotérica

O bom cliente não é apenas aquele que está pagando uma conta ou que faz uma aposta duas ou três vezes por semana. É também aquele que participa, de alguma forma, de sua lotérica, comprando bolões e apostando na sorte que a empresa pode lhe trazer.

Ofereça produtos que sejam atrativos para manter seus clientes, monitore sua presença na lotérica e faça com que se sintam privilegiados pela sua excelência no atendimento.

Crie um bando de dados dos clientes mais fiéis e amplie constantemente esse banco de dados, enviando e-mails ou fazendo o telemarketing para que continuem visitando sua lotérica, informando resultados de jogos e criando maior vínculo com eles.

5.     Transforme sua relação comercial para um compromisso com o cliente

Sua lotérica depende do cliente. Uma relação comercial só pode funcionar se houver uma parceria entre você e ele. Mantendo um compromisso maior com cada cliente que entra no seu estabelecimento, você terá como aumentar o número deles, ao mesmo tempo em que conseguirá ir em busca do cliente perdido.

Sobre o Autor

SINLOPAR editor

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.