Arquivo mensal novembro 2020

porNeimar Mariano Arruda

Experiência de lotérico: estabelecendo uma gestão financeira saudável

A nossa experiência como lotérico, além do relacionamento que mantemos com lotéricos de todo o país, tem nos mostrado que a qualidade da gestão financeira de uma lotérica varia de acordo com a capacidade que os gestores da empresa têm de lidar com algumas questões rotineiras dentro de suas empresas.

Diante dessa constatação, portanto algumas perguntas surgem: quais práticas podem ser prejudiciais à gestão financeira saudável de uma lotérica? O que fazer para mudar isso? Quais são os hábitos que favorecem uma gestão financeira adequada? Vamos aprofundar um pouco mais nessas perguntas nas linhas a seguir…

Experiência de lotérico: algumas práticas prejudiciais a gestão financeira de uma lotérica

Entretanto, dentre as práticas prejudiciais à gestão financeira de uma lotérica, encontramos dois grupos muito comuns e que podem trazer sérios prejuízos à empresa. São eles: problemas com familiares e confusão entre o patrimônio da empresa e o patrimônio pessoal dos sócios. Vamos começar a analisar algumas destas práticas deletérias…

  • Misturar as suas contas pessoais com as contas da lotérica

Este é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores problemas encontrados em lotéricas de todo o país. A confusão de contas fica clara quando o lotérico usa a conta da empresa para pagar as suas contas pessoais e usa as suas contas pessoais para pagar as contas da lotérica.

Separar as contas é essencial para a organização das finanças, tanto empresariais, quanto pessoais. Sem esta separação, fica difícil saber, dentre outras coisas, qual foi o verdadeiro resultado do negócio ao longo de um determinado período.

  • Deixar que familiares mandem e desmandem na empresa, sem que existam funções previamente definidas

Este é um erro gravíssimo que costuma causar grandes transtornos na cabeça dos funcionários da empresa. Basta imaginar o que ocorre na mente de um funcionário quando o lotérico lhe pede que execute uma determinada atividade de um jeito específico e, em seguida, o filho ou a esposa do lotérico pede que o faça de outro jeito.

Não se trata de uma proibição de trabalho em família. Aliás, convém destacas que muitas lotéricas são empresas familiares e funcionam muito bem assim. O problema está na falta de separação de funções e responsabilidades. Se todo mundo ficar responsável por tudo, teremos uma irremediável confusão no final, com todos querendo mandar em tudo.

  • Permitir que familiares façam sangrias nos caixas da lotérica

Este é outro problema muito comum a várias empresas, mas também encontra fácil solução. Ele ocorre quando pessoas estranhas ao negócio em si, possuem liberdade suficiente para sacar dinheiro nos caixas da empresa para uso pessoal.

Um bom exemplo disso está na ação do filho de um lotérico que se utiliza da sua condição de filho para solicitar a um dos atendentes de caixa da empresa uma sangria de 100 reais.

Essas coisas minam os resultados da empresa, propiciam enorme descontrole, e podem conduzir o negócio à falência. A solução é só uma: coibir estas práticas em definitivo e orientar todos os funcionários nesse sentido.

A experiência de lotérico ao longo de algumas décadas tem nos mostrado que estes erros costumam ser um divisor de águas entre lotéricas que prosperam e lotéricas que ficam estagnadas ou, o que é ainda pior, acabam fechando.

Se você quer ter um negócio próspero e sustentável, tome ciência destas questões e procure evitar cair nestas armadilhas. Empreender uma gestão financeira saudável para a sua lotérica só depende de você.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422

 

porNeimar Mariano Arruda

Gerente de lotérica inexperiente? Vença as dificuldades

As atividades de um gerente de lotérica exigem grande jogo de cintura.  Seja para lidar com os próprios funcionários ou para atender os clientes. Portanto, as funções de um gerente, num primeiro momento são: O planejamento. A organização. O comando. A coordenação e o controle de tudo o que é movimentado dentro da casa lotérica.

Um gerente de lotérica inexperiente, além de sentir-se mais seguro em seu trabalho, deve ter como foco quatro pontos básicos. São eles planejamento. Organização. Liderança. Controle.

1.     Planejamento

O planejamento das atividades deve ser uma constante para conseguir experiência no cargo de gerente. Semanalmente, o gerente deve verificar as metas da empresa e como alcançá-las. Juntamente com isso, tomando as medidas necessárias junto com a sua equipe de trabalho.

Um bom planejamento envolve determinar em cada período os objetivos que devem ser alcançados dentro da lotérica. Além de envolver todas as pessoas diretamente ligadas ao público e à administração, para que haja o empenho necessário de todos em direção ao mesmo objetivo.

2.     Organização

Nenhuma empresa funciona sem organização. Para que uma lotérica tenha bom funcionamento, o gerente deve adequar as atividades das pessoas. Além disso é preciso alinhar os recursos da organização e suas necessidades. É preciso definir o que deve ser feito, por quem deve ser feito, como a atividade deve ser direcionada e para quem o funcionário deve se reportar. Logo, com tudo alinhado ficará mais fácil otimizar o processo.

Aprender a organizar-se é um processo. O gerente de lotérica inexperiente deve reunir todos os recursos necessários para que haja um processo contínuo de atividades. Além de ordenar ao máximo tudo o que deve ser feito e dividindo as tarefas para não sobrecarregar nenhum dos funcionários. Portanto, com as tarefas dividas, todos podem desempenhar o seu melhor.

3.     Liderança

Portanto, a liderança é uma qualidade que o gerente de lotérica inexperiente deve desenvolver, influenciando as pessoas para que trabalhem com os mesmos objetivos, traçando responsabilidades definidas, delegando responsabilidades. Para que eventualmente alcancem melhores resultados.

Uma boa liderança é fundamental para que o gerente consiga maior experiência, consequentemente interagindo com as pessoas subordinadas de forma a motivá-las, sempre com o direcionamento para que a equipe se mantenha unida.

Ganhando experiência como gerente de lotérica

Para gerenciar uma casa lotérica, não basta apenas que o gerente tenha tudo em suas mãos. Ele precisa também ter o tempo necessário para dar atenção ao que interessa para a empresa: os clientes, que devem sair satisfeitos de seu estabelecimento, e os funcionários, que precisam trabalhar motivados. Tudo deve estar devidamente alinhado, para que flua com clareza.

O sistema de gestão de uma casa lotérica, para que o gerente de lotérica tenha a oportunidade de ganhar experiência e contribuir com o sucesso da empresa, deve ser informatizado. Atividades de rotina, que demandam tempo, podem ser feitas no sistema AGIL, desenvolvido pela DouraSoft, empresa especializada em sistemas de gestão para lotéricas.

Com um sistema informatizado, o gerente terá tempo para atuar junto aos clientes e funcionários, verificando o que é necessário e prestando o atendimento em todas as situações.

O trabalho com pessoas exige conhecer, compreender e, depois, desenvolver o relacionamento mais aprofundado, identificando competências entre os funcionários, conhecendo melhor o funcionamento da empresa como um todo.

Cada uma das características apresentadas que o gerente de lotérica inexperiente deve desenvolver exige disponibilidade e, principalmente, tempo. Com todas as atividades rotineiras aplicadas dentro de um sistema informatizado como o AGIL, o gerente poderá fazer as análises necessárias, usando de suas habilidades e as desenvolvendo para que a lotérica consiga atingir suas metas.

Assim, o novo gerente poderá conseguir a experiência necessária para a condução da lotérica, tendo a certeza de que sua gestão é eficiente e bem vista, tanto pelos clientes quanto pelos funcionários.

A casa lotérica é um tipo de estabelecimento onde a principal atividade é o relacionamento humano. Analisada por esse ângulo, um gerente de lotérica é o principal elo entre a organização e os clientes. Portanto  deve ele criar condições para que o bom atendimento seja prioritário.

porNeimar Mariano Arruda

Dia da proclamação da República

Liberdade proclamada, esperança reacendida.

porNeimar Mariano Arruda

Dia da proclamação da República

Liberdade proclamada, esperança reacendida.

porNeimar Mariano Arruda

A meta da lotérica não foi batida, e agora?

Quando a lotérica não consegue atingir a meta, sempre surge um clima de insatisfação. Afinal, é preciso saber por que a meta não foi batida. A situação exige uma análise profunda das causas, encontrando os meios para que, no próximo período todos se empenhem para que os objetivos sejam alcançados.

Existem empresas onde a atitude mais comum quando não se atinge a meta é substituir os funcionários da equipe. No entanto, tomar essa atitude não resolve e, além disso, ainda pode prejudicar o futuro da empresa.

Quando a meta não é atingida, não se deve apenas culpar os funcionários. A equipe de operadores de caixa é a alma da lotérica e deve estar unida. Além de trabalhando de forma integrada, mesmo que cada um tenha sua autonomia. Ao tomar a atitude de trocar um funcionário porque a meta não foi atingida, tudo o que o lotérico irá conseguir é gerar um clima de apreensão, de medo, que não vai ajudar em nada no futuro.

Procurando as causas de não ter atingido a meta

Antes de voltar ao trabalho procurando atingir a mesma meta para o próximo período, é preciso que o lotérico, junto com sua equipe, identifique os motivos que levaram a não atingir o que estava previsto. Nesse caso, é importante ter a participação de toda a equipe.

Um bom método é colocar num quadro as metas que não foram atingidas e a diferença entre o que era esperado e o que foi realizado. Cada membro da equipe deve colocar as causas que considera terem colaborado para o não cumprimento. Sempre buscando os principais motivos que provocaram a situação.

É importante, nesse momento, não apontar culpados. O momento é para analisar os fatos e encontrar a melhor forma de superar as dificuldades. Quando de expõe um funcionário, cria-se constrangimento.  Além claro de não resolver o problema, irá tirar a motivação da equipe.

Implementando soluções para voltar a buscar a meta

Os próprios funcionários podem apresentar soluções e elas devem ser planejadas e colocadas como objetivo para o próximo período. Já que estão apresentando soluções, os funcionários tornam-se responsáveis pelo monitoramento de suas vendas. Portanto, ao realizar esse exercício você estará motivando os seus funcionários.

Devemos ressaltar que um programa de metas deve prever bonificações para a equipe ou para os funcionários que a atingirem. Um grande erro nas empresas é não pagar a premiação por metas como penalidade para os funcionários.

Se o lotérico estabelece uma meta geral para a lotérica, com metas para cada um dos funcionários, pagas em conjunto e individualmente, deve pagar tudo o que prometeu.

Vamos dar um exemplo: o lotérico estabelece um valor que deve ser dividido entre todos e os que atingirem a meta recebem o valor do grupo acrescido de um valor individual. Caso um dos operadores não tenha atingido a meta individual, mas a lotérica atingiu o que se pretendia, o pagamento do percentual pelo valor global deve ser pago a quem não atingiu o individual, como forma de incentivá-lo.

Não é só estabelecer uma meta é preciso que…

Porque motivar os funcionários que não atingem a meta é tão importante quanto a motivação daqueles que atingiram. O grupo deve ser respeitado como uma equipe e o incentivo, mesmo não tendo atingido a meta, servirá para que o operador tenha mais empenho no próximo período.

Quando um operador de caixa supera a meta, o lotérico deve premiá-lo na mesma proporção. Se, por exemplo, for dado um prêmio de 10% sobre o salário para quem atingiu a meta e houve um operador que superou a meta em 20%, nada mais natural que seja premiado além dos 10% sobre o salário.

Essa é a melhor forma de trabalhar para atingir a meta. A equipe deve ser tratada como o que realmente é: a razão do lucro da empresa.

O lotérico pode ter um grande apoio na informatização de sua lotérica. Além de encontrar soluções para atingir a meta com o sistema AGIL, da DouraSoft. Relatórios gerenciais detalhados ajudam a incentivar os funcionários para atingir as metas estabelecidas. 

porNeimar Mariano Arruda

Como contratar funcionários para a sua casa Lotérica

Uma pergunta muito comum no meio Lotérico, é como escolher o funcionário ideal: O ambiente lotérico nem sempre é fácil. Envolve pressão. Correria. Atendimento. Equipe. Além de vários outros fatores que influenciam e determinam o sucesso de uma casa Lotérica. Portanto, escolher um funcionário demanda tempo, recurso e paciência. Primeiro, porque é preciso validar o que realmente necessitamos em nossa casa Lotérica.


Qual é o nosso perfil, como líder ou gestor.


Antes de contratarmos um funcionário precisamos validar alguns pontos. Quais são as necessidades da minha casa Lotérica. Qual o perfil de funcionário mais se adapta ao meu modelo de gestão e também, o que poderá produzir mais. Primeiro, eu preciso entender o que a minha Lotérica necessita hoje. Estou em busca de um perfil hunter, que conseguirá aumentar as minhas vendas de bolões.

Talvez eu esteja em busca de alguém que aumente a satisfação dos meus clientes com seu atendimento. Posso unir os dois: Claro. Principalmente, porque o ambiente lotérico não é igual a outros modelos de comércio.

É preciso estar preparado para lidar com clientes irados, ignorantes, chateados, mas também com clientes compreensíveis, simpáticos. Outro ponto é que existem fatores que não podemos controlar como: Um dia de pico e uma queda geral de energia ou o sistema ficar inoperante. Tudo isso precisa estar alinhado a sua expectativa e mais, a sua necessidade.


Mais como encontrar o funcionário ideal


Antes de tudo, crie um processo de contratação ou delegue para o seu gerente – afinal entendemos que ele é uma pessoa de muita confiança para você;

1) Defina os requisitos – Este é um erro muito comum, muitos Lotéricos ou gerentes de Lotéricas precisam contratar, mas não sabem ao certo qual a sua necessidade real.

2) Divulgue a vaga para os seus funcionários. Muitas vezes eles podem conhecer alguém com a experiência desejada. Isto poupará tempo e recurso.

3) Selecione os currículos – Isto é uma etapa crucial, mas não definitiva, não se atenha a apenas um currículo, o ideal é selecionar entre 3 e 5 currículos e convidar para uma entrevista.

4) Entrevista – Separe perguntas que julgue necessárias, e faça-as. Se for o caso realize simulações de dia a dia na sua casa Lotérica, para ver como o entrevistado se porta. Uma etapa um pouco negligenciada, mas que se feita corretamente aumentará e muito a sua taxa de sucesso.


5) Período de treinamento – Elabore um período de treinamento para o possível funcionário, se preciso contrate alguma empresa com experiência na área. Isto, ajudará e muito em uma adaptação mais rápida do seu funcionário. Lembre-se você não está investindo nele, mas em seu negócio.  A sua casa Lotérica precisa de funcionários capacitados.


Contratar é preparar para ganhar

Quando você contrata um funcionário, automaticamente você está aumentando as chances de lucro do seu negócio. Quando um funcionário capacitado é encaixado na sua casa Lotérica, ele influenciará na satisfação dos seus clientes, no aumento das vendas de bolões e também claro, poderá auxiliar em situações de crise como: Falta de energia ou um sistema travado.

Nós precisamos montar um time para a nossa casa Lotérica que vista a camisa, que entenda que só o salário não basta, recomendamos inclusive que leia o artigo sobre bonificações.

Por fim, recomendamos que antes de qualquer contratação leia e se informe sobre o que outros Lotéricos estão fazendo. Além disso, invista tempo e recurso para evitar futuras dores de cabeça com funcionários. Contrate alguém que vestirá a camisa da sua casa Lotérica e buscará por resultados. Evite, funcionários preguiçosos, que se contentam com o salário apenas. Procure por aqueles funcionários que sempre procuram bater as metas, porque sabem que isso ajudará a eles.

Leia este e outros artigos acessando o nosso blog!

porNeimar Mariano Arruda

Fique de olho: tipos de golpes nas lotéricas

A cada dia que passa o número de golpes nas lotéricas aumenta. Portanto, é importante que você esteja ciente de quais são os mais comuns para tomar medidas preventivas. A lotérica é utilizada tanto para aquisição de loterias e produtos próprios deste estabelecimento, como para o pagamento de boletos e outros serviços bancários. Portanto, movimenta muito dinheiro todos os dias, sendo assim muito visada por malfeitores. Justamente, por isso todo cuidado é necessário. Não queremos de forma alguma mostrar a fragilidade das casas Lotéricas, mas sim alertar sobre possíveis golpes.

Neste artigo iremos citar os 7 golpes mais comuns para que você fique ciente deles e tome mais cuidado!

7 golpes nas lotéricas mais comuns

  1. Assalto presencial

Um dos golpes nas lotéricas mais comuns são os assaltos. Neste modelo o ladrão pode entrar na loja como uma pessoa normal, para não levantar suspeita e na hora certa surpreender a todos anunciando o assalto.

  1. Furto de malote

Quando você for levar malote com dinheiro na caixa econômica Federal, tenha cuidado. Há diversos casos em que o delinquente fica à espreita e furta o malote assim que o dono da lotérica sai com ele. Portanto, sempre esteja atento ao entrar e sair da caixa econômica Federal.

  1. Golpe nas lotéricas por telefone

Este golpe vem sendo cada dia mais frequente, é importante estar sempre atualizando suas contas bancárias para não ser surpreendido. Nesse caso, uma pessoa mal-intencionada liga para a casa lotérica e se passa por um representante da Caixa Econômica Federal. No final, o golpista sempre pede um deposito bancário em alguma conta, e se você não estiver ciente de como anda sua situação bancária, acaba perdendo dinheiro.

  1. Funcionário mal-intencionado

Funcionários levando dinheiro de lotérica é o mais difícil de acontecer, mas esse tipo de golpe também deve ser citado. O furto pode ser feito no cofre da casa lotérica ou com golpes nos clientes deste estabelecimento. Podendo acontecer salvando seus dados pessoais e depois visitando-os para tirar dinheiro. Em setembro de 2016 aconteceu em Belo Horizonte – MG, um golpe deste tipo, uma funcionária salvava os dados pessoais de idosos para posteriormente visita-los dizendo que precisava de dinheiro, fazia isso constantemente (leita esta matéria clicando aqui). Por isso é recomendado sempre checar os antecedentes na hora da contratação. Uma dica é, entre em contato com os antigos patrões.

Antes de contratar um funcionário pesquise bem sobre a vida dele, se for preciso use até as redes sociais para verificar a índole do mesmo. E fique sempre atento, qualquer sinal de perigo converse com o funcionário ou com amigos dele para entender o que está acontecendo.

  1. Surpreender os funcionários ao fechar a loja

O fechamento da loja é um horário complicado e muito propício para golpes nas lotéricas. Muitos malfeitores podem ficar na espreita esperando que alguém feche a loja e logo em seguida anunciar um assalto antes que a loja seja de fato fechada. Para evitar isso, é importante que no fechamento da loja esteja presente mais de um funcionário, enquanto um fecha os outros observam o movimento ao redor. Leia este artigo sobre como tornar a sua Lotérica mais segura, isto ajudará.

  1. Surpreender os funcionários ao entrar na loja

Tanto na entrada como no fechamento da casa lotérica pode haver golpes. Justamente, porque existem malfeitores que ficam à espreita esperando o funcionário se dirigir a porta da loja. Nesse caso, é importante que antes de abrir a casa lotérica o funcionário dê uma volta nos arredores. Portanto, sempre preste atenção no movimento e só depois abra. Também é importante que ele não faça essa atividade sozinho.

  1. Golpista se passando por funcionário da lotérica

Outro tipo de golpe envolve pessoas que nem trabalham na casa lotérica se passando por funcionários. O movimento na lotérica é sempre muito grande, e nesse momento os golpistas podem se aproveitar dizendo que vão depositar o dinheiro de um cliente e roubá-los. Mesmo sem se passar por funcionários da caixa, o golpista pode aproveitar o grande número de pessoas que há ali e furtar carteiras e dinheiro da mão dos clientes. É preciso que estar atento a todos os golpes nas lotéricas mais comuns.

Leia este e outros artigos acessando o nosso blog, clicando aqui.

porNeimar Mariano Arruda

Treinamento de pessoal: do planejamento à implementação

O treinamento de pessoal é um requisito imprescindível para o sucesso e para o crescimento de uma empresa, mas isso não é diferente com as lotéricas.

Um negócio que tem objetivos maiores e pretensões de crescer. Expandir. Além de conquistar resultados melhores dependerá de uma equipe em constante progresso e ascensão profissional. Portanto, isso passa obrigatoriamente pelos programas de capacitação.

Alguns lotéricos acreditam, erroneamente, na ideia de que treinamento de pessoal é algo somente para grandes empresas. Esta é uma visão errada que precisa ser desconstruída. Urgentemente.

Por esta razão, em 7 passos simples, vamos demonstrar como é possível planejar e implementar um treinamento eficiente em sua lotérica.

Primeiro Passo: defina os objetivos treinamento de pessoal

Primeiramente, o primeiro passo para implementar um programa de treinamento em sua lotérica é a definição dos objetivos. E não estamos falando de nada muito complicado ou difícil de ser definido. Para lhe ajudar nesta missão, apresentaremos algumas perguntas que podem lhe auxiliar aqui:

  • O que é preciso melhorar em sua lotérica?
  • Quais são os problemas mais comuns que precisam de uma solução em definitivo?
  • O que você espera que os funcionários da lotérica tenham aprendido após o treinamento?

Segundo Passo: defina o conteúdo programático do treinamento

Uma vez definidos os objetivos, é chegada a hora de apontar quais serão os principais tópicos a serem abordados no treinamento de pessoal. Tais tópicos nada mais são do que os assuntos a serem abordados, de modo que os objetivos sejam alcançados. Portanto, o conteúdo precisa estar totalmente alinhado a necessidade da Lotérica. Lembre-se um padrão para mensurar isso são os nossos clientes. Eles serão o nosso termômetro de qualidade e satisfação.

Terceiro Passo: faça um brainstorming olhando para o programa

Olhando para o conteúdo programático que você definiu no passo anterior, então faça uma reflexão a respeito de tudo o que precisa ser dito. Além de como o conhecimento será repassado para os funcionários.

Como estamos falando de um treinamento, procure pensar nas dinâmicas de grupo e nas atividades para que as pessoas possam assimilar todo o conteúdo de modo mais fácil e prático.

Reflita também sobre as reações que você quer ver nas pessoas em cada fase do treinamento e procure anotar todas as ideias que tiver.

Quarto Passo: defina o roteiro de cada item presente no programa

Com as ideias do terceiro passo em mãos, é chegada a hora de desdobrar cada tópico do conteúdo programático em diversos pontos que precisam ser abordados em um determinado assunto. Chamamos isso de “roteiros de aula”, e eles incluem:

  • O conteúdo em si.
  • Exemplos a serem dados.
  • Detalhes e outras informações importantes.
  • Explicação de como o conhecimento deverá ser utilizado na prática.
  • Atividades a serem realizadas no treinamento para que as pessoas assimilem melhor o conteúdo, incluindo-se dinâmicas de grupo, se for o caso.

Quinto Passo: prepare-se para a execução

Após a definição dos roteiros relacionados a cada item do conteúdo programático. O próximo passo é se preparar para a execução de fato. Portanto, analise o que poderá ser feito pessoalmente, caso você mesmo vá se responsabilizar por ministrar o treinamento, ou por terceiros, caso vá contratar um profissional ou expert para repassar o conteúdo que fora planejado.

Sexto Passo: execute o que foi planejado

O sexto passo é a execução de fato, mas o nosso treinamento de pessoal não acaba aqui…

Sétimo Passo: mensure os resultados obtidos e procure aprender com esta oportunidade

Por fim, como queremos garantir o máximo de eficiência em nossos treinamentos. Precisamos medir os resultados na prática e verificar se os objetivos pretendidos no primeiro passo foram realmente alcançados.

É preciso ressaltar que esta é uma excelente oportunidade para revisar todo o procedimento e aprender com a experiência do treinamento, de modo a aperfeiçoá-lo a cada nova execução.

Viu como é simples? Esperamos que esse passo a passo possa lhe auxiliar no desenvolvimento de uma estratégia eficiente para o treinamento de pessoal em sua lotérica. Bom trabalho!

Leia este e outros artigos em nosso blog, clicando aqui.

porNeimar Mariano Arruda

#NovembroAzul

  Não é bobeira, é prevenção, sua saúde é prioridade.

porNeimar Mariano Arruda

#NovembroAzul

Não é bobeira, é prevenção, sua saúde é prioridade