Arquivo mensal outubro 2019

porNeimar Mariano Arruda

5 dicas para tirar vantagem da nova regra do rotativo do cartão de crédito

A mudança deve trazer alívio ao consumidor que costuma pagar apenas o valor mínimo da fatura e acaba entrando na bola de neve dos juros do rotativo (que hoje passam de 15% ao mês, ou 450% ao ano).

A partir de 3 de abril, o rotativo só poderá ser usado por, no máximo, 30 dias. Depois desse prazo, ou o cliente quita a fatura vencida acrescida dos juros do rotativo, ou o banco terá que oferecer uma alternativa, que pode ser o parcelamento da dívida. Hoje, não há limite de tempo para uso dessa linha de crédito.

A expectativa do governo é que o custo do cartão de crédito caia pela metade com a mudança. Veja abaixo cinco dicas para tirar vantagem da mudança.

1) Pague 100% da fatura

Para quem está com as contas em dia e paga 100% da fatura do cartão no vencimento, nada muda com a nova legislação. E essa continua sendo a melhor opção para evitar pagar juros.

2) Não aceita a primeira oferta

Esse é o primeiro ponto a que o consumidor precisa ficar atento: após os 30 dias no rotativo, cada banco pode definir quais alternativas vai oferecer ao cliente. O Banco Central não definiu nenhuma regra quanto a taxas de juros ou número de prestações. A princípio, os juros serão menores do que no rotativo.

“Nossa expectativa é que os clientes sejam levados a trocar o rotativo do cartão, cuja taxa está em 450% ao ano (15% ao mês), por uma modalidade de crédito parcelado, com juros na casa de 150% ao ano (8% ao mês)”, afirma o diretor de economia da Anefac (associação dos profissionais de finanças), Roberto Vertamatti.

“Ainda assim, ela seria a terceira linha de crédito mais cara do mercado, atrás apenas do rotativo do cartão e do cheque especial. Portanto, eu não ficaria muito animado.”

Ou seja: a alternativa oferecida pelo banco pode não ser necessariamente a melhor para você. A recomendação de Vertamatti é pesquisar outras opções de empréstimo dentro do próprio banco e também em outras instituições.

“A concorrência, ainda que seja pequena no Brasil, tende a aumentar com as mudanças que foram anunciadas. Por isso, o consumidor deve ficar mais atento, pesquisar e trocar de cartão ou de banco, se for o caso.”

3) Empréstimo pessoal pode ser melhor que o parcelado

Uma simulação* feita pelo aplicativo de finanças pessoais Guia Bolso para o UOL mostra que apelar para o empréstimo pessoal para pagar a dívida do cartão de crédito pode sair mais barato do que parcelar essa dívida do cartão com o banco.

Por exemplo, um consumidor com uma dívida de R$ 1.000 no cartão de crédito:

  • pela regra atual do rotativo, após 1 ano pagará R$ 2.213,76 no total;
  • pela nova regra, se ficar 1 mês no rotativo e parcelar a dívida em 11 vezes, pagará R$ 1.771,99 no total;
  • se fizer um empréstimo pessoal para cobrir a dívida do cartão, pagará R$ 1.381,56 no total.

Nesse caso, com a nova regra o consumidor deixa de pagar R$ 441,77 em juros. Porém, se optar pelo empréstimo pessoal para quitar a fatura do cartão em dia, deixará de pagar R$ 832,20 em juros.

Outro exemplo: um consumidor com uma dívida de R$ 5.000 no cartão de crédito:

  • pela regra atual do rotativo, após 1 ano pagará R$ 11.068,80 no total;
  • pela nova regra, se ficar 1 mês no rotativo e parcelar a dívida em 11 vezes, pagará R$ 8.859,84 no total;
  • se fizer um empréstimo pessoal para cobrir a dívida do cartão, pagará R$ 6.907,68 no total.

Nesse caso, com a nova regra o cliente deixa de pagar R$ 2.208,96 em juros. Se optar pelo empréstimo pessoal para quitar a fatura do cartão em dia, deixa de pagar R$ 4.161,12 em juros.

4) Cuidado ao voltar a usar o cartão

A nova regra não definiu como fica o limite de gastos no cartão após o prazo de 30 dias no rotativo. O consumidor tem seu limite de crédito reduzido até quitar a dívida?

“Não há uma regra. Ficará a critério de cada banco restabelecer o limite original do cartão ou considerar que aquele novo empréstimo alternativo continua restringindo o limite. Vai depender muito do relacionamento do banco com o cliente”, diz Vertamatti.

De toda forma, o consumidor deve ficar atento ao quanto pode pagar, e não ao limite oferecido pelo banco, alerta o especialista. “A pessoa precisa aprender a usar melhor o crédito para não se endividar ainda mais.”

5) Consulte o banco sobre como será a migração

Não está claro ainda se a migração do rotativo do cartão de crédito para um financiamento alternativo será automática, ou se o cliente terá que expressar a sua escolha de alguma forma. Procurados pela reportagem, os principais bancos se limitaram a elogiar a decisão do Banco Central, mas não deram detalhes sobre as estratégias que cada um irá adotar com os clientes, nem sobre as opções de empréstimo que serão oferecidas.

O Banco do Brasil, por exemplo, se antecipou às medidas e lançou uma campanha de educação financeira no início deste ano direcionada aos 2 milhões de clientes que estão usando o rotativo. O banco está orientando esses clientes a migrar para uma linha especial de parcelamento, com custo menor, mas não detalhou as taxas praticadas. “O BB não só apoia essas medidas, como anunciou uma redução de até quatro pontos percentuais na taxa praticada no rotativo, o maior corte do mercado”, declarou o presidente da instituição, Paulo Caffarelli.

O BB disse que informará até 15 de fevereiro como ocorrerá o parcelamento automático da fatura para os clientes que ultrapassarem os 30 dias no uso do rotativo do cartão. “Os clientes podem ficar tranquilos porque tudo será comunicado previamente. Esse período de transição é justamente para definirmos as condições mais adequadas aos diferentes perfis dos nossos clientes”, disse Marcelo Labuto, vice-presidente de Negócios de Varejo.

O Itaú Unibanco diz que, desde 2012, adota o Itaucard 2.0, um modelo alternativo de cartão que oferece juros menores para o consumidor. “De forma geral, acreditamos que ainda há espaço para redesenhar o sistema de cartão de crédito no Brasil, com um rebalanceamento dos custos dos vários tipos de pagamento e financiamento. As medidas divulgadas pelo governo são um passo importante na direção de modernizar esse setor”, disse o diretor executivo da área de cartões, Marcos Magalhães.

O Bradesco afirmou, em nota, que as medidas são “um avanço que trará eficiência nas relações com os consumidores”. O banco disse que ainda fará os ajustes necessários em seus sistemas para se adaptar à nova regulamentação.

O presidente do Santander, Sérgio Rial, disse que as medidas seguem na direção certa, porque o que está em jogo é a viabilidade financeira das pessoas. “Existe uma complexidade operacional, que vamos superar para oferecer um crédito parcelado condizente com a capacidade de pagamento do cliente.”

* A simulação considera, para a regra atual do rotativo do cartão de crédito, que o consumidor paga apenas o valor mínimo da fatura e joga o restante da dívida no rotativo; foi considerada uma taxa de 15% ao mês, que corresponde à média praticada hoje no mercado. Para as novas regras, foi considerado um mês de taxa do rotativo, mais 11 prestações com taxa de 8% ao mês cada. Para o empréstimo pessoal, foi considerada taxa de 5,36% ao mês, que corresponde à média do mercado.

Fonte: Economia Uol

porNeimar Mariano Arruda

Como impulsionar suas vendas com o gerenciamento de estoque

O gerenciamento de estoque é uma prática essencial para que uma lotérica tenha uma gestão completa, que ultrapassa os limites da gestão unicamente financeira.

Muitos lotéricos e empresários subestimam a importância do controle de estoque em suas empresas, mas ao fazer isso eles se esquecem que o estoque é, em outras palavras, capital imobilizado. Estoque é dinheiro convertido em mercadorias e que precisa circular para gerar mais dinheiro, mais riqueza.

Dada a importância do tema, vamos aprofundar um pouco mais nas linhas a seguir…

Gerenciamento de estoque: o que é? Quais são as suas vantagens?

Gerenciamento de estoque nada mais é do que colocar em operação um controle de estoque bem organizado e que seja capaz de revelar algumas informações essenciais que servirão para orientar o lotérico ou o gerente da lotérica na tomada de decisões.

Estamos falando de um instrumento que monitora todas as entradas e saídas de produtos da lotérica e que, por conta disso, é capaz de ajudar os gestores a tomar decisões com informação de qualidade a sua disposição e, consequentemente, com maiores chances de sucesso.

Além da vantagem acima, o gerenciamento de estoque traz muitos outros benefícios, como o combate aos desperdícios e o fim dos desvios de produtos.

Mas… Será que este gerenciamento é capaz de trazer vantagens para as vendas? Como isso seria possível?

Como tirar proveito do gerenciamento de estoque para impulsionar as vendas

Sim, é verdade! Um bom gerenciamento de estoque exerce grande influência nas vendas e você entenderá porque…

A ideia de que os controles de estoque são um fim em si mesmos é uma ideia obsoleta e precisa ser combatida, pois eles têm muito mais a oferecer do que somente inventariar e controlas a quantidade de itens e produtos armazenados na empresa.

Muita gente não consegue perceber que o gerenciamento de estoque é capaz de estimular as vendas da lotérica de diversas formas. Vamos ver algumas delas a seguir:

  • Estimular a venda dos produtos com melhor margem de retorno: se você combina gestão de estoque com gestão financeira em sua lotérica, poderá estimular a venda de produtos que tem um retorno maior, de forma a melhorar os resultados do negócio sem ter que fazer grandes movimentos para que isso ocorra.
  • Fazer promoções para vender produtos encalhados: o gerenciamento do estoque também permite que você conheça os ciclos de vendas dos muitos produtos que a lotérica oferece ao grande público. Com isso, você poderá analisar os produtos que estão encalhados e que possuem um giro muito fraco e, a partir disso, poderá formular estratégias específicas para que a venda dos mesmos seja impulsionada.
  • Descobrir os campeões de vendas: do mesmo modo que você poderá conhecer os produtos com menor saída, você conhecerá os campeões de vendas e poderá focar no que realmente interessa, aumentando a disponibilidade dos mesmos, sem correr o risco de investir em algo sem giro.

Gerenciamento de estoque sem mistérios

Alguns empresários lotéricos têm dificuldade em implementar um gerenciamento de estoque eficiente em suas empresas, mas isso pode ser facilmente resolvido em poucos minutos, decidindo-se pela implementação do Sistema AGIL em suas lotéricas. Pense nisso e tome uma decisão inteligente ainda hoje, ligando para (67) 2108-7007 ou enviando-nos um email para comercial@dourasoft.com.br.

Quer melhorar a gestão da sua lotérica? Conheça o AGIL

 

porNeimar Mariano Arruda

Quer uma fotografia da gestão de sua lotérica?

DouraSoft-Loterica-Quer-uma-fotografia-da-gestão-de-sua-lotérica

Quer uma fotografia da gestão de sua lotérica?

Todo gestor busca entender como anda funcionando a gestão de sua lotérica para conseguir visualizar a eficiência dos processos e capacidade dos funcionários.

Ter uma imagem do funcionamento de sua lotérica permite compreensão do que anda bem e do que pode ser melhorado.

Para isso, é importante entender o que mantém sua lotérica funcionando e o que se encontra em suas capacidades como gestor.

 

  • Como ter uma noção da gestão de sua lotérica?

Para se ter uma fotografia da gestão de sua lotérica, você deve ter noção sobre os aspectos que movimentam o estabelecimento.

 

  • Fator humano

A eficiência do recrutamento é um começo para entendimento da gestão. Através de dados de contratação, é possível avaliar a quantidade de funcionários que a lotérica possuiu e quão eficiente tem sido a retenção.

Depois é tratado sobre o treinamento e quão capazes têm sido os funcionários. Por fim, deve haver compreensão de como é a relação gestor e colaborador, como é o sentimento geral dos comandados.

Ainda são discutidos alguns aspectos como: solidificação do trabalho em equipe e abertura dos superiores para indicações dos colaboradores.

 

DouraSoft-Loterica-Quer-uma-fotografia-da-gestão-de-sua-lotérica

  • Fluxo de caixa

É necessário entender como tem sido a administração do fluxo de caixa e se há a presença de um sistema de gestão informatizado. O funcionamento do estabelecimento deve ser beneficiado por um trato rápido e organizado das informações.

Assim, a gestão de sua lotérica passa também pelas ferramentas disponíveis para execução do trabalho dos funcionários.

 

  • Delegação de funções e qualificação no cargo

A distribuição de funções e responsabilidades deve ser feita de forma eficaz e responsável, atendendo ao perfil direcionado. Um colaborador deslocado em sua função afeta a eficácia da lotérica.

Além disso, deve ser avaliado seu incentivo e qualificação no cargo. A função do gestor também é abrir espaço para crescimento do colaborador em sua atividade.

 

  • Como tirar uma fotografia da gestão de sua lotérica?

  1. Como avalia os resultados da gestão de sua lotérica?

  • Ruins (0)
  • Medianos (2)
  • Funcionais (5)
  • Eficientes (8)
  • Excelentes (10)

 

  1. A atual gestão porta conhecimento necessário para o cargo?

  • Não (0)
  • Parcialmente (2)
  • É funcional (5)
  • Sim (8)
  • Acima da média (10)

 

  1. Qual a possibilidade de orientação a partir dos erros?

  • Nenhuma (0)
  • Quase nenhuma (2)
  • Satisfatória (5)
  • Grande (8)
  • Muito grande (10)

 

  1. Como é identificado o envolvimento dos colaboradores e do gestor no funcionamento da lotérica?

  • Péssimo (0)
  • Ruim (2)
  • Regular (5)
  • Bom (8)
  • Ótimo (10)

 

  1. A gestão de dados é feita de forma ágil?

  • Nunca (0)
  • Raramente (2)
  • Ás vezes (5)
  • Frequentemente (8)
  • Sempre (10)

 

  1. A cultura organizacional do estabelecimento incentiva os envolvidos?

  • Nunca (0)
  • Raramente (2)
  • Às vezes (5)
  • Frequentemente (8)
  • Sempre (10)

 

  1. Quão eficaz é o treinamento para lidar com o sistema lotérico?

  • Péssimo (0)
  • Ruim (2)
  • Regular (5)
  • Bom (8)
  • Ótimo (10)

 

  1. O funcionário se sente confortável em seu atual cargo e capaz de crescer no mesmo?

  • Não (0)
  • Raramente (2)
  • Às vezes (5)
  • Frequentemente (8)
  • Sim (10)

 

  1. As atividades são definidas de forma clara para os envolvidos?

  • Não (0)
  • Raramente (2)
  • Às vezes (5)
  • Frequentemente (8)
  • Sim (10)

 

  1. O atual modelo de gestão inspira os colaboradores da lotérica?

  • Não (0)
  • Raramente (2)
  • Às vezes (5)
  • Frequentemente (8)
  • Sim (10)

 

  • Mensuração dos resultados

DouraSoft-Loterica-Quer-uma-fotografia-da-gestão-de-sua-lotéricaTratado os aspectos primordiais da gestão, é possível ter resultados mais concretos a partir do questionário. Calculando os pontos, é possível ter uma fotografia da gestão de sua lotérica.

 

  • Menos de 20 pontos

A gestão de sua lotérica não se encontra em melhor situação e o espaço para evolução é grande. Devem ser aprimorados os aspectos de sua gestão dos processos e dos recursos humanos.

 

  • Entre 20 e 50 pontos

A gestão está próxima do funcional, mas você deve administrar melhor todos os aspectos. É importante que abra espaço para opinião dos colaboradores.

 

  • Entre 50 e 80 pontos

A gestão já pode ser considerada entre funcional e excelente em muitos aspectos, podendo ser considerada eficiente. No entanto, ainda há espaço para melhoras.

 

  • Acima de 80 pontos

A gestão de sua lotérica se encontra em forma excelente, com boa administração dos recursos humanos e do fluxo de caixa. Agora se trata de manter essa forma de maneira constante.

Referência: IBC Coaching.

Caso tenha dúvidas, entre em contato comigo, terei satisfação em ajudar.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda
Consultor Lotérico e Fundador da DouraSoft
cliente@dourasoft.com.br
(67) 9.9698-3422

 

 

 

Quer melhorar a gestão da sua lotérica?
Conheça o único sistema de Gestão Blindado para Lotéricas. O AGIL

porNeimar Mariano Arruda

Principais desafios de um gerente de lotérica

DouraSoft-Loterica-Principais-desafios-de-um-gerente-de-lotérica

Principais desafios de um gerente de lotérica

Numa lotérica de maior porte, a presença de um gerente é mais do que essencial, se trata da peça-chave do local. E o gerente de lotérica deve ter consciência de seu papel como líder para gerenciar o estabelecimento.

Isso acaba trazendo diversos desafios para ele, naturais do cargo. É necessário não só gerir o negócio, como também gerir os humanos que trabalham ali, assumindo um papel ativo e motivador.

Dessa forma, o gerente de lotérica deve entender os desafios que encarará e descobrir a melhor maneira de lidar com os mesmos.

 

  • Os principais desafios de um gerente de lotérica

Como foi dito, o gerente de lotérica não é só chefe, mas também funcionário. Inclusive, acaba sendo preferencial que um funcionário assuma tal cargo, já que carrega afinidade com os outros.

No entanto, a primeira dificuldade que o gerente acaba tendo é justamente separar essas duas figuras: não ser autoritário com seus comandados, mas também não ser permissivo. Seu papel é estimular o crescimento do funcionário e para isso você precisa crescer no seu cargo.

 

DouraSoft-Loterica-Principais-desafios-de-um-gerente-de-lotérica

  • O primeiro desafio é entender qual o seu papel

Sendo um funcionário que alçou um cargo maior, é difícil se desvencilhar de seu antigo papel e da afinidade que tem com os outros. No entanto, não deve assumir uma figura autoritária que você erroneamente entende como a de um chefe.

Assim, gradualmente deve assumir um caráter mediador: ter controle sobre as atividades e exigir o melhor nelas, sem se esquecer de motivar e fazer com que alcancem o nível delas.

Inclusive, o gerente de lotérica deve também se pôr em campo, não se colocando em superioridade às tarefas que outros funcionários executam. A presença do mesmo é essencial para entrosamento da equipe, sem se esquecer das atividades inerentes ao cargo.

 

  • O gerente de lotérica deve entender – e evitar – microgestão

Um complemento do desafio anterior, microgestão é um termo que dificilmente você não entenderá ao menos uma vez o significado. Quando falado sobre ser permissivo ou autoritário, se você toma o segundo caminho, você acaba sendo também paranoico.

Microgestão se trata de uma gerência baseada no acompanhamento minucioso da equipe, sendo metódico nas atividades. No entanto, acaba sendo uma prática sufocante e acaba influenciado no trabalho do funcionário de forma negativa.

Essa prática muitas vezes acontece com o gerente de lotérica, o que não é um erro crasso, mas um desafio a ser superado. Sendo um líder em formação, muitas vezes você agirá corretamente como pede seu papel, assim como também não.

Dessa forma, como você está evoluindo, deve permitir os outros evoluírem também. Assim você oferece orientação, mas permite o espaço para que eles resolvam os problemas e tenham um aprendizado.

 

  • Equilibrar-se na hierarquia

DouraSoft-Loterica-Principais-desafios-de-um-gerente-de-lotérica

Como gerente de lotérica, você se encontra como líder, mas também é liderado, e como todos os outros, deve entregar resultados. É aqui que reside as dificuldades: os resultados partem de seus comandados, mas imprevistos acontecem todo dia.

Você constantemente vai lidar com eventualidades como doenças e folga, muitas vezes realmente fora do alcance de seu funcionário. No entanto, seu chefe também vai pressionar para manter os resultados em ordem.

Acaba sendo o maior desafio se tornar o mediador entre essas duas partes.

 

  • Lidar com egos

Quando você toma a frente de uma equipe, você também toma seus problemas. Todo funcionário possui seu ego, e muitas vezes conflita com o de outro, algo comum no ambiente de lotérica, dominado pelo gênero feminino.

E isso se complica quando um funcionário se mostra ser uma pessoa complicada, mesmo que eficiente. É necessário saber lidar com a individualidade de cada, de forma a eles alcançarem um estado mais coletivo.

O desafio está em como permitir que a individualidade de cada aflore sem que isso traga conflito entre comandados. O gerente de lotérica deve ser a cola que une a equipe e tira dessa união, resultados.

Caso tenha dúvidas, entre em contato comigo, terei satisfação em ajudar.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda
Consultor Lotérico e Fundador da DouraSoft
cliente@dourasoft.com.br
(67) 9.9698-3422

 

 

 

Quer melhorar a gestão da sua lotérica?
Conheça o único sistema de Gestão Blindado para Lotéricas. O AGIL

porNeimar Mariano Arruda

Gestão de pessoas: cinco coisas que você precisa saber

DouraSoft-Loterica-Gestão-de-pessoas-cinco-coisas-que-você-precisa-saber

Gestão de pessoas: cinco coisas que você precisa saber

Gerir pessoas pode ser um processo complicado se você não tem uma noção completa desse processo, se não traz consigo conhecimento. No entanto, gestão de pessoas não é um bicho de sete cabeças como parece.

Apesar de que entender a personalidade de cada um e direcionar isto para o coletivo possa parecer difícil, se trata de aplicar estratégias. Não é um problema novo – e por isso você encontra as mais diversas informações sobre o setor.

E existem cinco coisas que você precisa saber sobre gestão de pessoas.

 

  • O que é gestão de pessoas?

Vivemos em um tempo onde as pessoas passaram de engrenagens numa máquina para reais colaboradores do sucesso de uma empresa. Empresários perceberam que o negócio cresce quando o indivíduo eleva seu desempenho.

E nisso surgiu a gestão de pessoas, uma forma de tornar seus colaboradores figuras realizadas, enquanto torna eles mais capacitados para o serviço. Não se trata de oferecer maior salário para deixar ele mais feliz, mas de oferecer orientação e capacitação.

Isso pode parecer complicado de começo, mas se trata de entender o cerne da gestão de pessoas. Você precisa conhecer 5 coisas para abordar ela da melhor forma.

 

  • Motivação é o alicerce dos resultados positivos

O que motiva um funcionário a se manter no cargo que ele se encontra agora em sua lotérica? Basicamente, podem existir quatro motivações em específico:

  • A motivação financeira, através de salários altos e promoções;
  • A missão de sua empresa, o que você busca oferecer ao mundo;
  • O desafio que você oferece ao funcionário como indivíduo e como parte de um coletivo;
  • A capacidade de crescer no meio.

Essas motivações que fazem um colaborador se comprometer com uma empresa, principalmente uma lotérica. Um gestor de pessoas precisa entender individualmente o que motiva os funcionários a quererem crescer.

 

DouraSoft-Loterica-Gestão-de-pessoas-cinco-coisas-que-você-precisa-saber

  • O colaborador deve estar alinhado com a cultura da empresa

É importante lidar com pessoas que já estejam abertas para o diálogo com sua lotérica – e recrutamento deve ter especial atenção de sua parte. Não se pode contratar qualquer indivíduo, mas sim aquele que já esteja aberto a agregar.

 

Isso permite uma evolução rápida no desenvolvimento de suas habilidades técnicas e uma maior retenção de funcionários. Recrutamento é uma tarefa que pode ser cansativa, então o gestor busca sempre ser certeiro em sua contratação.

 

  • As habilidades do funcionário devem ser evoluídas pelo gestor

O capital mais ativo de qualquer organização é o humano, é importante você reconhecer onde seus colaboradores podem evoluir e contribuir para a lotérica. Um funcionário qualificado é peça importante para o sucesso de qualquer empresa.

Um planejamento é essencial partir de sua parte para qualificar a equipe que você gere através de:

  • Treinamentos, palestras e workshops, podendo contar com palestrantes profissionais ou empresas especializadas em treinamento;
  • Participação em feiras e eventos da área, estimulando a busca por informação;
  • Incetivos para participarem de cursos de pós-graduação, especialização, idiomas, etc.

 

  • O gestor precisa ser próximo dos colaboradores

Empatia é um fator crítico de desempenho e um dos principais sentimentos que se deve ter numa gestão de pessoas. Inclusive, se trata de uma habilidade tão importante quanto a liderança, já que engajar os colaboradores envolve entendê-los.

O julgamento prévio deve ser suspenso e o gestor precisa ouvir – e conversar – com seu funcionário. Na gestão de pessoas,  precisa haver proximidade da figura de liderança com os colaboradores para que se sintam parte da mudança de patamar da empresa.

É dessa forma que a curva de aprendizado do funcionário evolui – e é assim que o gestor cresce também.

 

  • DouraSoft-Loterica-Gestão-de-pessoas-cinco-coisas-que-você-precisa-saberÉ necessário ter um feedback antes de dar um

A relação entre gestor e colaborador não deve ser unilateral – e isso precisa ser bem estabelecido. É importante estabelecer feedback dos funcionários, mas também permitir um sobre você.

Até mesmo propor reuniões semanais para tratar desse retorno de opiniões, tratando do assunto de forma assertiva. Se possível, torne tudo sigiloso, possibilitando respostas em forma de opções para marcar.

É possível ter um modelo de feedback para pôr em prática, como esse a seguir.

 

  1. Como estou sendo como líder?
  1. Em que aspecto como líder estou sendo negativo?
  1. Em que aspecto como líder estou sendo positivo?
  1. Como pode ser considerado meu relacionamento com o colaborador da empresa?
  1. Tenho tido papel ativo em seu crescimento?
  1. Qual o grau de confiança que possui em mim?
  1. Você sente que trato todos de forma igual?
  1. Como define minha orientação em momentos de dificuldade?
  1. Qual o nível de motivação que recebe de minha liderança?
  1. Qual meu grau de empatia com os funcionários?

Dessa forma, é possível estabelecer um retorno de respostas quando se trata de gestão de pessoas.

Caso tenha dúvidas, entre em contato comigo, terei satisfação em ajudar.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda
Consultor Lotérico e Fundador da DouraSoft
cliente@dourasoft.com.br
(67) 9.9698-3422

 

 

 

Quer melhorar a gestão da sua lotérica?
Conheça o único sistema de Gestão Blindado para Lotéricas. O AGIL

porNeimar Mariano Arruda

Feliz das Crianças

Para cada pai e mãe que batalha, existe uma criança que o motiva!