44

A Comissão de Jogos da FEBRALOT através de seus representantes: Roger Benac- DF,  Jodismar Amaro- SP, Jose Carlos P. de Paiva – SP, Marcelo Gomes de Araújo – RJ, Paulo Cesar da Silva – MG, Maria Luiza Fernandes Alves – ES, Gilmar Cechet- SC, Aldemar Mascarenhas- PR, Marco Antonio Kalikowski – RS, Antonio Roberto Stacciarini – GO, Ronaldo Mateoni – BA e Robson Gomes da Silva- PA se reuniu ontem em Brasília com o setor de loterias da Caixa, representada por: Gilson César Pereira Braga – Sualo; Edilson Carrogi R. Viana- Gealo, Carlos Alberto Pinheiro da Oliveira, Iuri Ribeiro da Silva e Adriano.

Dando prosseguimento a agenda de reuniões de produtos definida de comum acordo com a Sualo – Caixa a reunião se iniciou com a informação que a àrea de Loterias está em processo de reestruturação para torná-la mais leve e ágil e a estrutura será adaptada para melhor atender os desafios futuros.

PLANO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING.

Em complemento a reunião anterior a Caixa informou que as ações de resgate da credibilidade solicitada pelos lotéricos, ações de marketing e posicionamento na recuperação principalmente da imagem da Mega Sena e os demais jogos do portfólio já possui um relatório final aprovado que será entregue para o comitê gestor do produto para aprovação e imediata implantação.

Objetivo principal das ações serão ESCLARECIMENTOS X PRODUTIVIDADE.

Os trabalhos serão desenvolvidos através de 43 ações voltadas para um amplo plano de comunicação para a TV e rede sociais – marketing, visando apresentar soluções que venham  demonstrar nos diversos seguimentos operacionais dos sorteios a lisura e a segurança que o apostador tem e ainda não conhece e que faz parte do processo de sorteios e apurações do sistema de loterias.

O plano de comunicação tem como objetivo atender a dois pontos importantes, o resgate da credibilidade e maiores informações sobre o repasse dos recursos nos diversos programas sociais do governo, focando principalmente e diretamente os beneficiários diretos dos programas evitando a informação sobre os destinos corporativos dos recursos.

Também serão utilizados programas de esclarecimentos pelo resgate da credibilidade e de informação dos destinos dos repasses dos programas sociais visando atingir o público pelas redes sociais, hoje causa maior do descrédito de confiança e de segurança nos sorteios de loterias que se instalou na rede.

A Caixa comprovou através de dados coletados que houve uma redução de 4% na venda de jogos no período de janeiro/fevereiro de 2016, não só em função do episódio do sorteio de dezembro, mais também devidos aos problemas enfrentados pela economia atual do Brasil.

Muitas foram os apartes e questionamentos sobre a postura da Caixa, que mais uma vez apresentou a solução sem a participação dos lotéricos através de consultas a Federação e seus Sindicatos.

O Rio de Janeiro , bateu forte sobre esse ponto questionando muitas informações da ponta da cadeia comercial – os lotéricos, não são consideradas pelos gestores em sua ações de Marketing e que poderiam dar uma resposta mais próxima das necessidades do público apostador. Caixa respondeu que as ações são de ordem mais internas, sistemas e ambientes, mais voltados para a gestão dos produtos.

São Paulo perguntou sobre os valores dos serviços recebidos pela caixa para administração das loterias e que a CGU está questionando, que a Caixa está se beneficiando do repasse de 30% para benefícios próprios e que a raspadinha, acabou devido a esse fato, prejudicando a já precária situação dos lotéricos. A Caixa respondeu que houve na verdade uma interpretação equivocada da CGU, e que já deu a devida explicação sobre o ocorrido.

Verdade ou não, o lotérico está pagando a conta, ficando sem uma receita importante num momento tão difícil, salientou Jodismar Amaro.

Retomando o tema a Caixa informou que todos os canais possíveis, serão utilizados como suportes adicionais de marketing para atingir o público apostador, Facebook, Instagram e Twiter serão também utilizados.

O prazo para divulgação total do programa de comunicação está previsto entre Maio e Junho deste ano.

PRODUTOS LOTÉRICOS

Dupla sena / Lotomania.

Estão programadas mudanças para a Lotomania, logo após a Lotomania de Páscoa, será acrescentada mais uma faixa de premiação – 15 pontos, teremos então de 15 a 20 pontos e permanece a faixa de zero acertos, essa mudança se inicia em 26 de Março. A faixa de pagamento do terno está em estudo, mas não é pra já.

A nova Dupla Sena terá seu 1º sorteio e, 05 de Abril, com três sorteios semanais, 2ªs, 4ªs e Sábados e pagará também o terno.

Quina.

Está em processo de homologação, previsto para logo após a implantação da Lotomania e Dupla Sena – Abril / 16, com certeza a Quina de São João será no novo modelo.

Dia de Sorte

Somente em 2017.

Mega – Semanas

Serão 11 Mega Semanas no ano, praticamente 1 por mês, somente não haverá no mês de Abril, devido à Lotomania de Páscoa.

Essa posição se deu após estudo que mostrou vantagens de 23% de arrecadação nas apostas e de 1% nos bolões, comparando cenários semelhantes entre semanas com 2 e 3 sorteios.

Foi pedido que a Caixa desenvolvesse estudo para implantação da Mega três vezes por semana, nos moldes da Lotofácil atual e a Caixa afirmou que, embora sejam jogos com características diferentes, vai estudar.

Loteria federal

A Caixa já recebeu 90% das planilhas com os pedidos dos lotéricos e está compilando os dados para finalizar e definir as novas cotas.

Alguns Sindicatos (Rio Grande do Sul e Goiás) informaram que os lotéricos não receberam a consulta dos consultores e não serão beneficiados com redução de cotas, outros informaram que não houve entendimento correto na interpretação do pedido da Gelot pelas SRs e que muitos lotéricos não foram contemplados com as reduções.

A Gelot vai fazer um recall para identificar os problemas e deverá finalizar os novos planos para inicio em junho.

Marco regulatório dos jogos.

A caixa está atenta aos projetos de lei que estão tramitando na Câmara e Senado, a principio, querem que as lotéricas permaneçam sobre a tutela do governo e que os jogos com perfil comercial de casa lotérica sejam administrados pela Caixa.

Os representantes Lotéricos se posicionaram que estarão lutando independente da CAIXA para ter uma parte dos jogos nas lotéricas, caça niqueis e jogo de bicho são os que mais interessam à rede.

A próxima reunião já está agendada para 28 de Abril às 10:00 hs em Brasília.

Febralot