Um dos problemas mais sérios que qualquer empresário lotérico pode enfrentar é sentir-se na denominada zona de conforto, pensando que sua empresa está faturando o suficiente e que não precisa fazer mais nada para sua lotérica crescer.

A zona de conforto é o que consideramos como um espaço simbólico, quando alguém não tem qualquer tipo de preocupação com as responsabilidades do dia a dia, ou seja, é algo que podemos ter, sim, e que nos ajuda a aliviar o estresse, mas que deve ser sentido num final de semana ou num feriado, quando não temos expediente, quando estamos com nossa família ou com amigos, sem as preocupações com o trabalho.

Definitivamente, a zona de conforto não é para ser praticada durante nosso tempo de trabalho. Se o empresário achar que não precisa fazer nada para sua lotérica crescer, ou se tem qualquer receito de investir para conseguir posição mais destacada no mercado, o melhor que tem a fazer é passar o negócio à frente, vendê-la e procurar outra coisa para fazer.

Da mesma maneira podemos encarar essa situação quando o empresário considera que já fez tudo o que podia e que conseguiu os resultados, montando um empreendimento de sucesso, que já tem um bom número de clientes e que, por isso, pode pensar em manter essa estabilidade. Nesse caso, está achando que não precisa fazer mais nada para sua lotérica crescer.

Quando um empresário lotérico pensa dessas duas maneiras, só irá prejudicar o próprio negócio. Os clientes percebem que não há qualquer coisa nova, os operadores de caixa se acomodam, seguindo o mesmo exemplo do empresário e a derrocada é iminente numa situação assim.

Por que sempre pensar fazer a lotérica crescer?

Quando o empresário para de pensar em aplicar novidades, quando imagina que a empresa está estável, acaba transformando sua empresa em algo retrógrado, que não irá acompanhar o crescimento do mercado. O tempo passa, as coisas avançam, a tecnologia se inova e é necessário acompanhar tudo o que acontece no mercado.

Quando para de pensar em fazer a lotérica crescer, o empresário começa a perder a produtividade, os funcionários não sentem mais motivação, não existe mais a intensiva busca pelo resultado e pelo crescimento. Assim, sem qualquer exemplo a seguir, os operadores de caixa também deixam de produzir.

Em seguida, começa a haver perda de clientes. A qualidade no atendimento é o principal produto que uma lotérica pode oferecer. E qualquer pessoa sabe que, quando não é bem atendida, o melhor é procurar outro lugar, onde vai encontrar um sorriso, onde terá um bom atendimento e aonde vai se sentir melhor.

Se o empresário não pensa em fazer a lotérica crescer, simplesmente vai prejudicar a imagem da empresa. O desgaste da imagem de uma empresa pode ocorrer por um simples atendimento mal feito. Para manter a imagem é necessário estar sempre presente, sempre motivando, sempre buscando melhores formas de agradar o público.

A consequência de uma zona de conforto para o empresário lotérico é não fazer previsão de lucros, não continuar com seu plano de negócios, não encontrar nada que possa motivar seus funcionários e, finalmente, fazer com que sua lotérica entre em parafuso, perdendo dinheiro, perdendo clientes e entrando em crise.

Nessa situação, o próximo passo é a falência.

Se você quer fazer sua lotérica crescer, mantenha-se presente no seu empreendimento todo o tempo, mostre a seus funcionários que está sempre motivado, encontre meios de surpreender seus clientes e conquiste novos. O crescimento de uma empresa depende única e exclusivamente da vontade do empresário e, como dizia o velho ditado: são os olhos do dono que engorda os porcos.

Você é o principal responsável para fazer sua lotérica crescer.