Clima organizacionalClima organizacional é algo meio complicado para ser analisado, já que não há métricas específicas, não se mostrando objetivo e claro para um empresário, mas sendo definido através de análises difusas. Não é possível medir o clima organizacional de uma forma objetiva, mas não é difícil também perceber quando não existe um bom clima organizacional dentro de uma lotérica.

Uma casa lotérica geralmente é um ambiente com poucos funcionários e, nesse caso, podemos ter uma idéia melhor de como está seu clima organizacional, podendo, através das definições desenvolvidas por especialistas em recursos humanos, explicar exatamente o conceito dessa condição e sua importância para a empresa como um todo:

Definições de clima organizacional

Podemos definir o clima organizacional como um conjunto de valores, padrões de comportamento e atitudes formais e informais dentro de uma organização, ou, de acordo com outro ponto de vista, podemos analisar o clima organizacional através das expectativas que os empregados estão tendo com a lotérica.

Outro ponto para observar e conceituar o clima organizacional é a verificação de como as pessoas se relacionam com as outras durante o trabalho e como regem à chefia dentro da organização. Ou seja, quando temos um bom relacionamento entre os empregados, mantemos a qualidade do ambiente de trabalho e conseguimos manter um bom comportamento entre os funcionários e os clientes.

O empresário lotérico deve estar sempre voltado para a manutenção de um bom clima organizacional, e isso pode ser feito através de seu próprio comportamento com os funcionários, mantendo normas aceitáveis, percebendo como os empregados reagem às situações, como se comportam com os clientes e como interagem entre si.

Um dos fatores que leva a um bom clima organizacional é a manutenção do bom relacionamento entre chefia e empregados. Não é algo que possa ser implantado dentro da lotérica, mas é algo que vem naturalmente das pessoas, da forma como são tratadas, da maneira como o empresário administra as atividades do dia a dia.

Como já dissemos, o grupo formado pelos funcionários e dirigentes de uma lotérica, nem sempre é tão grande que não se perceba como está o clima organizacional. O empresário deve, portanto, estar atento a cada um dos seus empregados, verificando seus interesses, analisando as posturas de cada um, sabendo o que pensam e como está a disponibilidade diária para cada atividade.

Evidentemente, um empresário de casa lotérica sabe que, dentro de sua empresa existe um limite para crescimento profissional. Essa condição pode fazer com que ele tenha um nível maior de turn-over, ou seja, de troca de funcionários. Sempre que percebe que não existe mais por onde crescer, qualquer pessoa busca outra oportunidade no mercado de trabalho.

Para manter o clima organizacional, o empresário – que não pode promover por falta de um plano de carreira – pode estabelecer outros meios de manter os bons funcionários, premiando mensalmente os que atingirem metas, por exemplo.

Dessa maneira, poderá ter um bom clima organizacional, com competitividade sadia entre eles e verificando como estão reagindo a cada nova premiação. Não sendo possível estabelecer condições que possam motivar ainda mais, o empresário lotérico deve criar métodos que possam manter seus funcionários dentro do melhor clima organizacional possível.

O importante é ter em mente e conscientizar os funcionários que uma casa lotérica não vive apenas do resultado financeiro, mas que é essencial um bom atendimento aos clientes. Existem pessoas que estão sempre frequentando o mesmo local, e as casas lotéricas, por diversos motivos, também atraem sempre as mesmas, seja pela proximidade de sua residência ou por considerar que “aquele lotérica” dá sorte.

A lotérica que dá sorte é aquela que apresenta o melhor clima organizacional, onde os empregados estão sempre atendendo bem a clientela e onde o proprietário tem um bom relacionamento com todos. Não existe melhor clima organizacional do que um local onde todos trabalham com vontade e determinação.