jogos-de-azarA proibição dos jogos de azar – bem como dos cassinos – já dura 69 anos desde que foi instituída no Governo de Eurico Gaspar Dutra. Entretanto, no que depender de Henrique Eduardo Alves (PMDB), do Ministério do Turismo, essa situação será momentânea.

Agora Nélter Queiroz e Henrique Eduardo Alves resolveram juntar forças em prol da legalização dos jogos de azar no Brasil, durante a sessão ordinária da terça-feira. O parlamento revelou seu apoio ao Ministro do Turismo.

Segundo os deputados, a proibição que começou nos anos 40 só está impedindo o país de crescer. Segundo Nélter Queiroz o setor de turismo do Estado cresceria muito mais se o país se baseasse nos empreendimentos de outros países que já usam os jogos como forma de renda, para reinvestir no país – como os cassinos.

 

Jogos online – legalizar ou proibir?

Apesar da proibição de jogos de azar no país, os jogos online continuam sendo feitos irregularmente. Por isso, os citados políticos do PMDB não são os únicos a defender a legalização dos cassinos e jogos de azar no Brasil.

Nelson Marquezelli disse, em uma entrevista feita na quarta-feira passada, que o Brasil está perdendo cerca de 400 milhões de reais em jogos online irregulares. Se a população continua fazendo suas “fezinhas” em jogos do bicho, ainda que online, por que não rentabilizar isso em prol do país? Marquezelli concorda com Henrique Eduardo Alves, dizendo que o Brasil está perdendo turistas, dinheiro e tempo com a não legalização desses tipos de jogos.

O Projeto de Lei do Senado 186/2014 elaborado por Ciro Nogueira – senador do PP – defende os cassinos, bingos e jogos online no Brasil. Segundo ele, os jogos de azar não podem continuar sendo proibidos por serem parte da cultura brasileira. Além disso, as apostas em jogos proibidos continuam sendo feitas de forma clandestina no país.

 

É discutido a criação da Comissão Especial para legalização do jogo no Brasil

Perante esse cenário de intensas discussões sobre a legalização dos jogos e dos cassinos no país, Nelson Marquezelli solicitou a criação da Comissão Especial (CE) destinada a modificar as leis referentes aos jogos no Brasil.

O projeto ainda está sendo discutido, mas todas as análises sobre o assunto mostram que isso iria agilizar a vida de muita gente. Visto que, para que um projeto de lei seja aprovado, ele precisa passar por pelo menos 3 comissões. Com o CE, todo o processo seria mais rápido e o relatório final sobre os projetos de lei sairiam em um prazo mais curto. Além disso, com esta comissão, será possível discutir todos os projetos sobre jogos de uma só vez.

A semana passada foi banhada por discussões acerca da legalização dos jogos. O que podemos concluir é que representantes de vários setores já estão arregaçando as mangas para que os jogos sejam finalmente legalizados no país. Já existem várias organizações que levantam esse tipo de pauta, como o Instituto Brasileiro Jogo Legal – IJL. Com o assunto sendo levado para a Câmara, há grande probabilidade de que os projetos sejam aprovados.

O site do Magnho também tratou deste assunto em post recente e recomendamos sua leitura.

 

E você lotérico, o que acha disso, qual sua opinião?