reduzir custosNão existe outra forma de reduzir custos em uma lotérica do que tendo conhecimento sobre a movimentação financeira dos períodos anteriores. O controle financeiro da lotérica é uma atividade de fundamental importância para poder administrar o negócio.
O empresário lotérico tem como responsabilidade principal conhecer os números, saber como está o andamento de custos de sua empresa e deve ser o principal articulador das medidas necessárias para reduzir custos.
Os processos informatizados existentes na lotérica já são um grande facilitador para o negócio, tratando online com a Caixa Econômica Federal, e devem ser cuidadosamente tratados à parte, trazendo ao empresário os meios de montar seu planejamento financeiro, verificar quais são os custos de cada setor e, através dessa análise, encontrar as formas de reduzir os custos.

Muitos desses custos são fixos e não podem ser alterados, como, por exemplo, os impostos, que dependem do faturamento e são diretamente proporcionais a eles, ou a folha de pagamento e recolhimento das contribuições, também indexados por valores já determinados.

O empresário deve prestar atenção, portanto, aos custos variáveis, que devem ser mantidos sob rígido controle e acompanhados por todo o período de apuração estabelecido (por exemplo, mensal, como é costume em qualquer empresa).

Conhecendo o fluxo de caixa
A melhor maneira de conseguir reduzir os custos da lotérica é mantendo em dia o fluxo de caixa, uma ferramenta necessária para o acompanhamento das finanças do empreendimento. O fluxo de caixa deve ter todos os registros diários, até mesmo de centavos, já que é só dessa maneira que o empresário poderá fiscalizar a entrada e saída de dinheiro.

Saber o funcionamento do fluxo de caixa é manter o controle financeiro da lotérica e é através dos dados obtidos nessa movimentação de dinheiro que o empresário poderá conhecer os custos que podem ser reduzidos, trazendo maior lucratividade para a empresa.

Veja, a seguir, algumas dicas para entender melhor o fluxo de caixa e poder não só manter o controle financeiro da lotérica, mas também ter condições de reduzir custos variáveis:

1. Mantenha um período pré-determinado para o fluxo de caixa, controlando como melhor considerar para o acompanhamento dos custos, ou seja, por semana, quinzena ou mensal. O empresário deve ter esse período de maneira a combinar melhor com a própria movimentação da lotérica, tornando a administração de sua empresa mais dinâmica e mais prática;

2. Divida as despesas por categorias, facilitando, assim, a organização de sua movimentação financeira. O empresário deve dividir a empresa em setores e, dentro desses setores, em categorias, conseguindo melhor organização para facilitar a gestão do negócio. A melhor forma de fazer essa divisão é implantando um plano de contas, que pode ser definido através do contador, onde serão classificados e distribuídos os custos fixos e variáveis;

3. Mantenha controle do estoque para não investir sem necessidade. O estoque é um capital que você precisa ter em sua lotérica e faz parte do negócio. Assim, é preciso manter um controle rígido sobre ele, não adquirindo quantidades maiores do que o necessário por um determinado período. Lembre-se que um estoque mantido sem necessidade é dinheiro que a lotérica não está podendo usar em outras aplicações;

4. Mantenha os funcionários bem treinados para não provocar prejuízos em materiais ou para que não cometam erros que possam cometer o fluxo financeiro da empresa. Operadores de caixa são pessoas que lidam diretamente com o dinheiro e precisam ser orientados para não desperdiçar;

5. Como empresário, procure conhecer melhor gestão administrativa, fazendo um curso sobre finanças, fluxo de caixa e administração. Estudar nunca é demais e o empresário deve manter em dia seus conhecimentos;

6. Tenha um bom software de gerenciamento para sua loteria, mantendo todas as informações em dia e facilitando sua administração, permitindo reduzir custos com conhecimento de causa.